Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Explosão! Últimas “bombas” lançadas por Harry abalam reinado da rainha

O príncipe Harry deu mais declarações polêmicas no segundo episódio da série The Me You Can’t See, comandada por Oprah Winfrey

atualizado 28/05/2021 14:16

Príncipe HarryJacob King - WPA Pool/Getty Images

Quando integrava a realeza britânica, o príncipe Harry não podia comentar sobre a própria vida. Compartilhar experiências, medos e traumas nem sequer era cogitado pelo duque de Sussex, por conta dos protocolos. Ao romper com a família real no ano passado, ele não só se abriu à possibilidade de revelar vivências negativas, como tornou o momento realidade em entrevistas. O segundo episódio de um bate-papo bombástico foi ao ar nessa quinta-feira (27/5). A conversa faz parte da série The Me You Can’t See, comandada por Oprah Winfrey.

No episódio dois da produção, Harry voltou a protagonizar as manchetes com declarações polêmicas. Intitulada de A Path Forward (Um Caminho a Seguir, em tradução do inglês), a edição traz o príncipe e outros famosos, como a atriz Glenn Close. Ela falou a respeito da exposição de transtornos de saúde mental aos pais e irmãos, familiares com quem o duque de Sussex mantém uma relação conturbada. No programa de estreia, o neto da rainha Elizabeth acusou de negligência o pai, príncipe Charles, e parentes.

Falta da família

Com 74 anos, Glenn revelou as lutas suicidas da irmã, Jessie Close. Na ocasião, o príncipe afirmou “adorar ver” quando as famílias “prosperam”, ao discutirem saúde mental: “Para mim, esse é o lado positivo disso”. Na avaliação de experts em realeza, ele alfinetou os parentes com a declaração. Vale recordar que os integrantes da Coroa britânica não apoiaram Harry e Meghan, quando o casal procurou ajuda para tratar os transtornos psicológicos da duquesa de Sussex.

Príncipe Harry
Príncipe Harry deu mais detalhes sobre traumas vividos no segundo episódio da série sobre saúde mental comandada por Oprah

“Vocês tiveram muitas lutas, mas o que vejo nessa história e nas experiências pelas quais passou, isso os aproximou muito como família. Eu amo ver isso”, disse o príncipe. Ele completou o raciocínio: “Para ver as portas fechadas, a realidade de uma família lutando, mas não apenas lutando, prosperando por causa dessa conexão familiar”. No primeiro programa da série, Harry relembrou que uma discussão com a então namorada, Meghan, foi o estalo necessário para buscar terapia. “Foi o início de uma jornada de aprendizado”, frisou.

Princesa Diana

Em 2014, o ator Robin Williams cometeu suicídio. Ele sofria de uma grave depressão. Filho do artista, Zak Williams participou do programa focado em saúde mental e falou com Harry e Oprah a respeito do luto público versus privado. Diante do relato, o príncipe se manifestou sobre ter que lamentar a perda de um pai na frente do mundo. O duque de Sussex perdeu a mãe, a princesa Diana, aos 12 anos. Lady Di morreu em um acidente de carro em 1997.

Princesa Diana e príncipe Harry
Diana com o caçula, Harry

Ao longo do bate-papo com Zak, Harry queixou-se sobre não lamentar adequadamente a morte da mãe. A situação o levou a desenvolver transtornos psicológicos. “Compartilhamos muitas experiências… Quando você vê tantas pessoas ao redor do mundo sofrendo por alguém, elas sentem que a conhecem melhor do que você, por ser incapaz de sofrer por si mesmo”, lastimou o filho caçula do príncipe Charles.

Na edição de estreia, o príncipe Harry descreveu a vida dos 28 aos 32 anos como um “pesadelo”. Ele confessou ter dificuldades em enfrentar o luto pela morte da mãe. Posteriormente, o quadro se agravou, e o duque recorreu ao álcool e às drogas para disfarçar os ataques de pânico e ansiedade vividos na época: “Queria tentar fazer algo para amenizar o que eu estava sentindo. Eu bebia o equivalente a uma semana em uma sexta ou sábado à noite. Não fazia isso por gostar, mas sim porque tentava mascarar o sentimento”.

Estender a mão

O duque de Sussex tocou no assunto de estender a mão a quem sofre de transtornos mentais. Ele sugere dizer “você não está sozinho” para familiares e amigos com pensamentos suicidas. Casada com o príncipe, Meghan Markle tentou tirar a própria vida em 2019. No primeiro episódio da série, o neto da rainha compartilhou como descobriu o problema da mulher. À época, a ex-atriz de Hollywood estava grávida do primeiro filho do casal. Ele sentiu-se envergonhado pelo ponto em que a situação chegou.

0

No ponto de vista de Harry, algumas pessoas têm receio de conversar com alguém com transtorno psicológico por se sentirem incapazes de dar conselhos certos. “O que você precisa dizer é: ‘Você está aí’. Escute, porque ouvir e fazer parte dessa conversa é, sem dúvida, o melhor primeiro passo que pode dar”. Segundo o príncipe, a maior lição que extraiu da vida e da produção The Me You Can’t See foi aprender a falar “você não está sozinho” a quem necessitar, em quaisquer lutas que possa enfrentar.

Por vezes, a apresentadora Oprah Winfrey não se conteve e foi às lágrimas ao ouvir os relatos comoventes. De acordo com a comandante da série The Me You Can’t See, todas as pessoas estão envolvidas em um “espectro de saúde mental”. Em uma parte do episódio, Harry admitiu que, enquanto alguns indivíduos acreditam ter menos profissionais especializados para auxiliar com os problemas de saúde mental, mais pessoas com os transtornos “passaram”, “saíram da situação” e são capazes de ajudar umas às outras.

principe harry fazendo terapia
O príncipe recorreu à terapia para tratar a ansiedade

“Todo mundo é ou conhece alguém que está passando por algum problema”, enfatizou Oprah. Com o processo traumático em torno da morte da mãe, Harry destacou que quem se agarra à dor, consequentemente, sofrerá ao longo da vida. Por isso, ele bate na tecla de buscar ajuda profissional. “Há tantas pessoas de todas as idades que precisam se curar e que também por um motivo ou outro são incapazes de curar ou podem não estar cientes de que precisam se curar”, argumentou o príncipe adepto da terapia.

Abismo

Antes de o novo episódio do programa ir ao ar, fontes afirmaram que a família real está “chocada” com os comentários ditos pelo príncipe Harry. Segundo a reportagem do Daily Mail, a rainha Elizabeth II soube da produção da série há quase um ano e abençoou a participação do neto. O informante do tabloide britânico, entretanto, revelou que a monarca sente-se “enganada”. O marido de Meghan Markle apresentou o projeto à avó paterna como uma série sobre saúde mental de veteranos de guerra.

Meghan Markle, príncipe Harry e rainha Elizabeth II
Meghan Markle, príncipe Harry e rainha Elizabeth II

Não se sabe se o piloto da série traria militares, ofício em que Harry já atuou por anos. “Aqueles em volta da rainha e do príncipe Charles estão totalmente chocados com o que aconteceu. Sinceramente, qualquer confiança que ainda exista está por um fio no momento. Há muita chateação e desconforto com o fato de ele estar compartilhando isso em uma série de televisão internacional”, salientou o mensageiro ao Daily Mail. Em março, o duque de Sussex e Meghan concederam uma entrevista bombástica na casa de Oprah.

Príncipe Harry, Meghan Markle e Oprah Winfrey
Entrevista de Harry e Meghan à Oprah Winfrey. A duquesa de Sussex está grávida de uma menina

Na ocasião, o casal ressaltou que gravou o polêmico bate-papo na casa de um amigo não identificado. A mídia especulou ser a casa do ator Rob Lowe e, em seguida, a mansão do diretor-executivo da Netflix, Ted Sarandos. O artista de Hollywood, entretanto, deu com a língua nos dentes na quinta-feira (27/5). Ele contou que a propriedade onde Harry e Meghan filmaram pertence à Oprah Winfrey, de quem os duques de Sussex são vizinhos.

Nesta sexta-feira (28/5), o TMZ publicou que Harry só soube da morte do avô paterno, o príncipe Philip, após a polícia precisar aparecer na casa onde mora em Santa Bárbara, em Los Angeles. Antes de os guardas darem a triste notícia, a embaixada do Reino Unido nos EUA tentou comunicar o duque de Sussex por meio de chamadas telefônicas, porém não obteve sucesso, por ser madrugada – no caso, às 3h. O jornal escreveu que funcionários da delegação ligaram “desesperadamente” e decidiram entrar em contato com o xerife da cidade.

Boom

A Apple TV+ revelou que The Me You Can’t See contribuiu para o aumento, em 25%, do número de usuários na plataforma de streaming. A gigante da tecnologia anunciou que a série sobre saúde mental teve um crescimento de mais de 40% na audiência média em relação ao primeiro episódio, dado apenas do Reino Unido. A produção conquistou telespectadores também no Canadá, Alemanha, Austrália e Brasil. Sob apresentação de Oprah, o programa de cinco episódios reúne celebridades, atletas e especialistas em transtornos psicológicos.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias