Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Movimente-se! Coach Aaron Alexander ensina método de alinhamento corporal

O treinador sugere expor os olhos ao sol, tirar a camisa e ficar descalço para o corpo absorver toda forma de movimento do ambiente

atualizado 07/01/2021 11:59

Aaron Alexander@alignpodcast/Reprodução/Instagram

“Não deveríamos ficar sentados em mesas o dia todo ou nos debruçar sobre o computador, fazendo seis horas consecutivas de reuniões no Zoom.” A afirmação anterior soou como um puxão de orelha? Independentemente da resposta, o terapeuta e treinador físico Aaron Alexander tem muito a ensinar sobre como fortalecer o corpo, deixar a mente afiada e viver à prova de estresse. O expert criou o método Align, visando melhorar a qualidade de vida por meio da postura e movimento, principalmente quando as atividades diárias comprometem a saúde e vitalidade.

A palavra align (alinhar, em tradução do inglês) “virou” sinônimo e quase uma alcunha de Alexander. Além de denominar a metodologia de trabalho, o termo apareceu no título de seu primeiro livro, publicado em 2019, The Align Method, e no nome do podcast que comanda. O programa de rádio gravado pelo coach ocupa o topo da lista da categoria Nutrição de podcasts da Apple. Na plataforma, ele já entrevistou algumas figurinhas carimbadas na coluna Claudia Meireles, como Jim Kwik, Emily Fletcher, Wim Hof e Max Lugavere.

The Align Method - Aaron Alexander
The Align Method é o primeiro livro do treinador e terapeuta
Musculação

Na avaliação do treinador, de 33 anos, a maneira de obter uma saúde ideal e verdadeira é por meio do alinhamento de nossa mente, corpo e movimento. Até chegar a essa conclusão, Alexander aproveitou ao máximo de um treinamento em que acreditava alcançar a plenitude corporal: a musculação. “Trabalhei incansavelmente na tentativa vã de criar um corpo forte para agir como uma fortaleza dentro do caos. Depois de vários anos obcecado com a musculação, comecei a sofrer com o deslocamento de articulações e dores crônicas nas costas”, escreveu em uma postagem no Instagram.

Aaron Alexander
Como fuga dos problemas pessoais, o coach “se escondeu” na musculação. Por praticar exageradamente, a atividade gerou contusões

Embora estivesse no auge da forma física, o terapeuta sabia que teria que deixar alguns hábitos para trás após “moer-se”, conforme definiu a neura com o treino. “Precisava mudar o jeito como tratei meu corpo e reformular a minha definição de força. Estava na hora de começar a me equilibrar. Isso acabou por tornar-se a base para o meu trabalho com os clientes, ajudando-os a acessar o poder de seu próprio movimento”, acrescentou no post. Ao redefinir as estratégias, ele desenvolveu o método Align.

Align

“Um corpo alinhado é um corpo saudável.” A máxima é defendida por Alexander em entrevistas e publicações nas redes sociais. De acordo com o especialista, as pessoas não se movem da maneira como deveriam. A prova? A sensação de bateria próximo de acabar ou totalmente sem carga. “Ficando estagnado e sentado no mesmo lugar o dia todo, quando você sai lembra uma motocicleta parada por muito tempo. A bateria se esgota”, disse o coach em entrevista com Stephan Spencer, no podcast Get Yourself Optimized.

Alexander apresenta o método do alinhamento como “uma filosofia e estilo de vida”. Tanto no livro The Align Method quanto nos programas on-line, ele ensina os aprendizes a reorientar o ambiente físico para se tornarem mais flexíveis e confiantes – ou o que quiserem ser. “Focamos em dar às pessoas as ferramentas necessárias sobre como dirigir o próprio corpo. Mostramos os fundamentos, os detalhes básicos e o que precisam saber para estar efetivamente em seu corpo no dia a dia”, afirmou o terapeuta em conversa com Spencer.

0
Postura

Nas páginas do livro, o terapeuta utilizou uma linguagem para os leitores se concentrarem em “viver dentro do próprio corpo”. Segundo o treinador, o modo de andar, respirar e olhar, entre outras ações, tem o potencial de tornar as pessoas mais saudáveis. “Seu movimento e postura são literalmente uma expressão da forma como você pensa e sente”, legendou o coach em uma publicação no Instagram. Ele aborda a integração estrutural do corpo como um mecanismo de cura para aliviar as dores, mudar o humor, controlar a tensão e até parecer mais atraente.

Conforme explicou Alexander em entrevista ao Neurohacker Collective, a má postura cria um engarrafamento para o sistema nervoso e perturba o fluxo sanguíneo. Alexander avalia que a maneira de manter o corpo interfere na forma como os outros o veem: “Se mover no mundo de modo a não acreditar em si mesmo, ninguém de fato confiará em você. Quando as pessoas usam uma linguagem derrotada, o corpo reflete isso”. Ele acrescentou que a postura afeta a memória. Se estiver intimidado, ficará mais fácil acessar recordações ruins.

Quem fica sentado por muito tempo, ele orienta evitar o “olhar de cachorro triste”, ou seja, curvado e com a cabeça para frente. Para ter uma boa postura quando estiver em uma cadeira ou sofá, a dica é imaginar um barbante na parte de trás da cabeça, puxando-o em direção ao teto, conforme propôs o expert.

Em movimento

O treinador convida a refletir sobre o seguinte pensamento: “Você tem um monte de mangueiras por todo o corpo e há um monte de dobras – no joelho, quadril, pescoço e pulso. Como espera que a circulação desses fluidos ocorra pelo corpo se fica muito tempo na mesma posição? Será meio ruim”. Por meio do método Align, Alexander visa ensinar como abrir essas dobras. A técnica trabalha o tecido conjuntivo, abundante em matriz extracelular e com a função de preencher espaços (conectar) outros tipos de tecidos.

Respaldado por sabedoria ancestral, um dos conselhos do expert para ativar o corpo é passar um tempo sentado no chão, com a postura ereta. De acordo com Alexander, a atividade funciona como uma massagem natural, além de ser crucial para a circulação e reparação dos tecidos conjuntivos. Já conhecidos, outros modos de mobilidade são a caminhada, alongamento, meditação e envolvimento com a comunidade de onde mora.

Aaron Alexander
Sente-se no chão, orienta o especialista

Trazendo pesquisa de ponta, o coach acredita que “o que existe no ambiente” tem o potencial de mover o ser humano. Por exemplo, luz, sons, natureza, comida, padrões de postura, cultura e hábitos. “O movimento se torna o pilar fundamental de nossa vida e mentalidade: nos molda, transforma e alinha”, frisou o Alexander no podcast The Ikonns, de Alexi e Mimi Ikonn. Nascido em Venice, nos EUA, o terapeuta pratica o que prega. Se a intenção é mover e estimular os sentidos do corpo, Aaron Alexander sabe como ninguém.

“Não fazemos atividades que ajudam a potencializar o sistema imunológico saudável agora, como expor os olhos e pele ao sol, tirar a camisa, usar shorts, ficar descalço. Você precisa de natureza, água limpa, respirar ar fresco e mover seu corpo em uma amplitude completa de movimento. É muito simples e quase de graça nutrir o corpo humano, mas, para ser saudável, meio que nos envolvemos na necessidade de estender a mão e comprar algo que, talvez, não precisamos adquirir”, ressaltou no podcast Get Yourself Optimized.

Confira as dicas do norte-americano para alcançar a melhor versão de si!

Respiração

Em momentos de estresse, o velho conselho “respira fundo” aumenta o problema, segundo o treinador. Ele instrui a exalar o ar de forma prolongada e, em seguida, uma inalação natural por meio do nariz. De acordo com o expert, a respiração atua como uma ferramenta poderosa não apenas de relaxamento, mas também de força: “Quando somos capazes de tomar as rédeas do ato de respirar, coincidentemente, assumimos o controle da mente”. Experimente a técnica do vídeo abaixo para abrir as vias nasais:

Hábitos

De acordo com o especialista, o alinhamento do corpo vai além de sentar-se ereto, deve-se comprometer com cinco movimentos diários: sentar-se no chão, respiração nasal, articulação do quadril, suspensão e caminhada. “Cheguei à conclusão de que as pessoas mais saudáveis ​​não são das culturas de academia. Em vez disso, eles utilizam cada momento como uma oportunidade para mover o corpo, fortalecer a mente e viver de forma holística”, disse o treinador no site Align Podcast.

Cansado?

Aaron Alexander aconselha evitar enviar sinais para si mesmo de que está cansado. O hábito negativo pode funcionar como uma grande sabotagem quando for treinar, fazendo-o se sentir derrotado. Ao contrário, ele indica adicionar uma bola de tênis nas atividades físicas. “É uma ótima maneira de impulsionar a demanda neurológica durante o exercício. Funciona como uma otimização cerebral e evita o declínio cognitivo”, escreveu em um post. Lembre-se: a mente cresce em habilidades de movimento baseadas em coordenação.

Solução simples

Não conseguir sentar confortavelmente sem dor nas costas é uma das principais desculpas ouvidas pelo terapeuta por quem não entra em uma meditação profunda ou sequer faz minutos da prática. Ele tem uma solução simples para as queixas com base nos fundamentos do Align. “Deixe os quadris mais elevados em relação aos joelhos”, explicou em um vídeo no Instagram. Aos interessados, o coach recomenda usar uma almofada, cobertor enrolado ou bloco de ioga.

Mão na massa

Na avaliação de Alexander, cozinhar para si mesmo funciona como um jeito de ativar os sentidos. Ele considera prejudicial terceirizar as refeições. Além de não experimentar a dose de mobilidade, os pratos podem trazer ingredientes maléficos ao organismo, como óleos reaproveitados. “Um dos hábitos mais saudáveis e acessíveis que se pode fazer para si mesmo é cozinhar a própria comida. O alimento consumido se transforma em matéria-prima da mente e do corpo”, publicou na rede social.

Aaron Alexander
Prepare o seu próprio alimento, sugere Alexander

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias