Rolou na 6ª: fogo e mortes no RJ, Bolsonaro sem sonda e Aras no Senado

Ministério da Saúde anuncia que o Brasil tem 16 estados com surto ativo de sarampo, com 3.339 casos confirmados nos últimos 90 dias

WILTON JUNIOR/ESTADAO CONTEUDOWILTON JUNIOR/ESTADAO CONTEUDO

atualizado 13/09/2019 22:49

Nesta sexta-feira (13/09/2019), o Rio de Janeiro amanheceu em estado de choque com a tragédia no Hospital Badim, na Zona Norte da cidade. A Polícia Civil confirmou que os 10 corpos levados para o Instituto Médico Legal de São Cristóvão, após o incêndio, morreram por asfixia. De acordo com a diretora do IML, Gabriela Graça, algumas vítimas também tiveram complicações por conta do desligamento de aparelhos de suporte à vida.

Veja mais notícias sobre o incêndio no hospital:

Nesta sexta, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) caminhou três vezes pelo corredor do Hospital Vila Nova Star e deve caminhar outras vezes até o fim do dia, afirmou o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros. Bolsonaro se recupera de uma cirurgia para correção de uma hérnia incisional. “Ele está bem disposto”, afirmou Rêgo Barros.

Acompanhe:

Dando continuidade ao verdadeiro porta-a-porta em busca de apoio dos senadores para sua sabatina na Comissão de Consituição e Justiça da Casa, o subprocurador Augusto Aras, indicado à Procuradoria Geral da República pelo presidente Jair Bolsonaro, disse nesta sexta que, na PGR, vai manter a “Constituição na mão e o senso de patriotismo no coração”.

Aras disse que essa é a mensagem que quer passar aos congressistas durante as visitas de cortesia quem tem feito.

Veja mais:

Outros assuntos:

Últimas notícias