CCJ: relator protocola parecer da indicação de Aras na próxima semana

O colegiado vai votar o nome do subprocurador para o cargo. Depois disso, se aprovado em plenário, Aras será sabatinado pela comissão

Reprodução/ TwitterReprodução/ Twitter

atualizado 13/09/2019 18:01

O senador Eduardo Braga (MDB-AM) indicou que vai protocolar, na próxima semana, o parecer da indicação do subprocurador Augusto Aras à Procuradoria-Geral da República (PGR). O texto entrará no sistema eletrônico da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

Aras será sabatinado pelo colegiado, que deverá votar a indicação. Depois disso, o nome dele será analisado no plenário do Senado Federal, que deve ocorrer na semana do dia 22 de setembro, informou o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Indicado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), Aras será sabatinado pelos senadores. No entanto, a data ainda não está marcada. Desde a indicação, o subprocurador tem feito visitas frequentes aos parlamentares. Ele chegou, inclusive, a participar de uma reunião de líderes com Alcolumbre no início da semana.

O mandato da atual procuradora-geral, Raquel Dodge, termina na próxima terça-feira (17/09/2019). Até que seja concluída a tramitação da indicação de Aras na Casa, a PGR será comandada pelo subprocurador-geral Alcides Martins, vice-presidente do Conselho Superior do Ministério Público Federal (MPF).

Alcolumbre deu início ao processo de análise da nomeação de Aras na última quarta-feira (11/09/2019), quando leu a mensagem presidencial com o nome do subprocurador para o cargo de procurador-geral da República. Foi ele quem designou a relatoria a Braga.

O senador, investigado na Lava Jato em um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), é acusado de praticar “caixa 3” enquanto presidia o diretório do partido em Manaus, em 2012. Ele é acusado de ter recebido R$ 6,08 milhões da JBS. Se a indicação de Aras for aprovada no Senado, caberá a ele apresentar ou não uma denúncia contra o congressista.

Últimas notícias