Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Preso? Harry conta que nascer na realeza é como viver em um zoológico

A declaração um tanto quanto polêmica do príncipe Harry foi dita no podcast Armchair Expert, do ator Dax Shepard

atualizado 13/05/2021 12:28

Príncipe HarryChris Jackson/Getty Images

Enquanto pertencia e vivia sob as rédeas da Coroa britânica, o príncipe Harry não podia dar declarações públicas a respeito da própria vida. Ao renunciar ao cargo na realeza, o cenário mudou e o duque de Sussex tem falado aos quatro ventos. A última declaração um tanto quanto polêmica do neto da rainha Elizabeth II ocorreu no podcast Armchair Expert, do ator Dax Shepard. Caçula do príncipe Charles, ele fez comparações sobre nascer e viver na família real.

À frente do podcast, Shepard questionou Harry a respeito de ter cada passo examinado pelos súditos: “Você está no menor grupo de todos os tempos, há o país inteiro e há vocês”. O ator comparou a vida do príncipe ao enredo de O Show de Truman, filme protagonizado por Jim Carrey. Lançada em 1998, a produção acompanha a vida de um homem que vive em um reality show sem saber que está sendo assistido por milhões de pessoas.

“Você está parado em uma direção e eles estão na outra direção olhando para você. Eu comparei isso com O Show de Truman. Você viu aquele filme?”, perguntou Shepard ao marido de Meghan Markle. O príncipe Harry não só concordou com a afirmação do ator como aproveitou o espaço para avaliar como é ser um integrante da realeza britânica: “Sim, sim. É uma mistura entre o filme e viver em um zoológico”.

0

De acordo com Dax Shepard — casado com a atriz Kristen Bell —, o duque de Sussex foi escalado para um filme sem ser convidado. Sem papas na língua, o marido de Meghan Markle completou sobre o que considera ser o maior empecilho de trazer o sangue da família real nas veias: “O maior problema para mim foi que nascer nele você herda o risco, herda todos os elementos dele sem escolha. Só porque sou uma pessoa muito conhecida, não posso sair de casa”.

Não é a primeira vez que o príncipe Harry bate na tecla sobre o assunto. Vale lembrar que, em entrevista à apresentadora Oprah Winfrey, em março, Harry revelou ter abdicado do posto na Coroa por querer liberdade e independência financeira. No bate-papo, ele destacou que o pai, Charles, e o irmão, William, vivem presos na monarquia. “Eu estava preso no sistema como minha família está […] Amo meu irmão, mas queremos seguir caminhos diferentes”, disse.

Dê o play caso queira escutar a participação do príncipe Harry no podcast. A conversa está em inglês.

Haters

Outra razão para Harry e a mulher, Meghan Markle, saírem da realeza foi a cobertura preconceituosa e sensacionalista feita pela imprensa britânica, conforme revelaram na conversa concedida à Oprah Winfrey. No podcast Armchair Expert, o príncipe contou ter recebido “abuso tóxico” on-line a ponto dos críticos quererem ir atrás dele. O filho da princesa Diana definiu o ódio do haters como um projeto que surge de “uma dor não resolvida”.

Embora tente ter compaixão dos haters, Harry considera difícil ver a situação de forma positiva quando se é vítima de ódio na web: “A realidade é, vire-o e diga: o que está acontecendo com você? O que te fez querer vir até a mim desse jeito quando claramente nunca nos conhecemos e você não me conhece?”. O duque de Sussex enfatizou que algumas pessoas, principalmente “setores da mídia”, imaginam que ele não pode experimentar o sofrimento por ser muito privilegiado.

“[Alguns dizem] O quão ruim pode ser? Você tinha pessoas correndo por aí e fazendo de tudo. Eu nasci com privilégios, mas isso me deu um lugar na primeira fileira, minha educação não foi a escola, mas em conhecer pessoas em toda a comunidade. Eu sei que as pessoas olham para mim e pensam: você é um príncipe, é de um palácio, onde está sua coroa e a sua capa? A realidade é que conhecer pessoas de todo o mundo coloca isso em um contexto”, explicou Harry.

Príncipe Harry
O príncipe participou de uma entrevista do podcast de Dax Shepard

Na participação do programa de Shepard, o duque de Sussex deu a entender que os privilégios ficaram para trás desde a abdicação da realeza. “Você começa em um lugar, mas também pode mudar com o tempo”, esclareceu. Ele ressaltou ter recebido o apoio da mulher, Meghan Markle, fundamental para tomar a decisão da renúncia: “Você não precisa ser um príncipe. Você pode criar uma vida que será melhor do que de qualquer príncipe”.

Date às escondidas

Meghan Markle também virou tópico da conversa entre Harry e Dax Shepard. Ao longo do bate-papo, o duque de Sussex confessou uma história engraçada sobre o início do namoro com a então atriz de Hollywood. Para não chamar atenção, eles se encontraram pela primeira vez em um supermercado em Londres, em 2016. Os pombinhos fingiram não se conhecer enquanto faziam compras. Na ocasião, trocaram mensagens secretas sobre os itens a serem adquiridos cada um em um lado do corredor.

Meghan Markle e príncipe Harry
Harry contou uma história engraçada do início do namoro com Meghan Markle

“‘Tem gente me olhando, dando todos aqueles olhares estranhos e vindo até mim dizer oi’. Eu mandei uma mensagem a ela concordando sobre isso ser o certo a fazer. Ela disse: ‘Não, você quer papel pergaminho’. Eu fiquei tipo: cadê o papel pergaminho”, recordou o príncipe. Harry estava com um boné de beisebol e tentou passar despercebido. À época, a futura duquesa de Sussex desembarcou na terra da rainha para ficar com o amado. Ele morava no Palácio de Kensington.

Saúde mental

Quando lançaram o perfil Sussex Royal, no Instagram, e a Fundação Archewell, Meghan e Harry anunciaram desenvolver ações em prol da saúde mental. O assunto rendeu no podcast. Filho de Charles e Diana, o duque de Sussex revelou que pessoas próximas tentaram tratar seus problemas psicológicos na infância. Entretanto, por não saber lidar com a situação, optou por “mascarar o sentimento real” e “fingia estar bem”.

Na avaliação do marido de Meghan Markle, o tema precisa ser tratado com cuidado. “Quando se transforma em arma por certas pessoas, você não pode prever”, defendeu o duque de Sussex. Ele disse querer impactar positivamente a vida de alguém. “Para mim, é tão fascinante ouvir sobre as lutas de um indivíduo. Então rastrear o que aconteceu com ele e não o que há de errado”, endossou.

Príncipe Harry
O príncipe Harry quando criança
Príncipe Harry
Príncipe Harry, todo sorridente, no Eton College
Príncipes Charles e Harry
Príncipes Charles e o filho Harry

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias