Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Oficial prova ser uma farsa casamento secreto de Meghan Markle e Harry

Em entrevista à Oprah, Meghan e Harry contaram que fizeram uma cerimônia privada. O oficial desmentiu os duques de Sussex e mostrou provas

atualizado 22/03/2021 14:12

Príncipe Harry e Meghan MarklePool/Samir Hussein/WireImage/Getty Images

Os especialistas reais estavam certos quando cravaram que a entrevista de Meghan Markle e Harry à apresentadora Oprah Winfrey causou uma das maiores crises da Coroa britânica. Na conversa, os duques de Sussex revelaram ter selado a união três dias antes do matrimônio luxuoso, em uma cerimônia que contou somente com a presença do casal e de um arcebispo. Nesta segunda-feira (22/3), o The Sun expôs um documento que prova que o enlace intimista teria sido uma “farsa”.

O tabloide britânico teve acesso à certidão de casamento original dos duques de Sussex. O documento foi fornecido pelo Registro Geral, com exclusividade ao The Sun. A declaração mostra que as formalidades matrimoniais ocorreram no dia 19 de maio de 2018, no Castelo de Windsor. De acordo com oficial que redigiu a licença a Harry e Meghan, a ex-atriz de Hollywood está “obviamente confusa” com a união.

Com a divulgação da certidão de casamento, o ex-secretário-chefe do Escritório do Corpo Docente, Stephen Borton, precisou se manifestar a respeito do casório. “Sinto muito, mas Meghan está obviamente confusa e claramente mal informada”, ressaltou ao The Sun. Segundo o oficial, os duques de Sussex não firmaram o compromisso matrimonial três dias antes na frente do arcebispo de Canterburry.

0

O ex-secretário foi além na argumentação da “farsa”. Na avaliação dele, os duques de Sussex não poderiam ter selado a união em Nottingham Cottage, no Palácio de Kensington, por não ser um local autorizado nem ter as testemunhas suficientes presentes. Ao tabloide, Stephen Bordon afirmou: “Você não pode se casar com apenas três pessoas. Não é uma cerimônia válida. Qualquer certificado que ela possa ter de seus votos na parede não é uma certidão oficial de casamento”.

Para Meghan e Harry se tornarem marido e mulher, Borton recordou que a Coroa elaborou uma Licença Especial. No documento, consta a autorização da rainha Elizabeth II liberando o enlace e o local. “A licença especial que ajudei a redigir permitiu que os dois se casassem na capela de St. George, em Windsor. O que aconteceu lá em 19 de maio de 2018 e foi visto por milhões em todo o mundo foi o casamento oficial reconhecido pela Igreja da Inglaterra e pela lei”, enfatizou o ex-secretário.

Príncipe Harry, Meghan Markle e Oprah Winfrey
Príncipe Harry e Meghan Markle explicaram os motivos de terem saído da realeza

No início da entrevista, Meghan confessou que ela e o marido, o príncipe Harry, ligaram para o arcebispo, Justin Welby. No telefonema, os duques de Sussex pediram para o religioso realizar o casamento secreto. O líder espiritual da rainha Elizabeth II aceitou a súplica e os votos dos pombinhos foram trocados no quintal de Nottingham Cottage, anteriormente à cerimônia televisionada.

“Os votos que formulamos em nossa sala são apenas nós dois em nosso quintal com o arcebispo de Canterburry”, revelou Meghan Markle à Oprah. O príncipe Harry completou: “Só nós três”. Ao avaliar a situação, Stephen Borton chegou à conclusão: “O que eu suspeito é que eles fizeram foi trocar alguns votos simples, talvez os próprios talvez tenham escrito. Está na moda. E disseram isso na frente do arcebispo ou, mais provavelmente, foi um simples ensaio”.

Príncipe Harry e Meghan Markle
O casal rompeu com a realeza

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias