Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Meghan Markle e Harry sofrem ataques por falar em racismo na monarquia

O jornalista Piers Morgan se manifestou após a entrevista do casal Sussex, Harry e Meghan. Ele definiu a conversa como acerto de contas

atualizado 08/03/2021 12:10

Príncipe Harry e Meghan Markle sentados em cadeiras de mãos dadasReprodução / Internet

“Quem diz o que quer ouve o que não quer”. O ditado popular se encaixa à entrevista dada por Meghan Markle e príncipe Harry à apresentadora Oprah Winfrey nesse domingo (7/3). Na conversa televisionada, os duques de Sussex revelaram os motivos de terem deixado a realeza britânica. Os súditos ficaram boquiabertos com as justificativas, entretanto nem todos engoliram as razões e, consequentemente, passaram a atacar o casal.

O jornalista Piers Morgan disse estar “enojado” com Meghan por “destruir” a família real como “supremacistas brancos”. À frente do programa Good Morning Britain, o apresentador disparou um discurso furioso ao falar sobre a entrevista: “Estou com tanta raiva a ponto de ferver”. Ele defendeu a monarquia com unhas e dentes, além de ressaltar a atuação impecável da rainha Elizabeth II ao longo dos anos.

“Esta é uma transformação de duas horas de nossa família real, a monarquia e tudo o que a rainha trabalhou duro, feito enquanto o príncipe Philip está no hospital. Eles basicamente fingem que são um bando de supremacistas brancos lançando uma bomba racista”, endossou Morgan no programa. Segundo Meghan Markle, o primogênito Archie, de 1 ano, não recebeu o título de príncipe devido à cor da pele.

0

A cor da pele de Archie foi tópico de discussão quando Meghan Markle estava grávida do menino. Em um artigo no Daily Mail, o jornalista chamou a entrevista de “orgia de duas horas de tagarelice piedosa, autoindulgente e acertadora de contas”. Piers Morgan acrescentou: “Nunca assisti a uma entrevista tão repulsivamente insincera”.

No ponto de vista do apresentador do Good Morning Britain, os duques de Sussex lavaram roupa suja para mais de 10 milhões de pessoas – número de telespectadores, além de falarem sobre a intrusão da imprensa. Piers Morgan destacou que em meio as fofocas triviais surgiram “bombas incrivelmente prejudiciais, detonadas para causar o máximo de dano à família real britânica e à monarquia”.

O jornalista terminou o artigo no tabloide com: “A senhora Markle não vai se importar com o dano que fez a uma instituição que claramente despreza, mas Harry deveria”. Poucas horas depois da transmissão da conversa, a hashtag #AbolishTheMonarchy (Abolir a Monarquia, em tradução do inglês) estava nos Trending Topics do Twitter.

Confira na reportagem da coluna Claudia Meireles as “bombas lançadas” por Meghan Markle e príncipe Harry na entrevista à Oprah Winfrey (clique aqui).

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias