Distrito Federal ferve no último dia de campanha eleitoral nas ruas

Entre carreatas, panfletagens e reuniões, candidatos ao Palácio do Buriti lançam suas últimas iscas às vésperas do pleito

atualizado 06/10/2018 17:03

Kácio Pacheco/Metrópoles

Este sábado (6/10), último dia de campanha eleitoral antes do primeiro turno das Eleições 2018, promete ferver o Distrito Federal. Em derradeiras horas para lançar iscas e fisgar eleitores, os candidatos ao Palácio do Buriti promovem caminhadas, distribuição de panfletos, carreatas, entre outros eventos.

O general Paulo Chagas (PRP) pega carona em carreata de apoio ao presidenciável pelo PSL, Jair Bolsonaro, na capital da República durante a manhã. A mobilização começa às 9h, com concentração de carros em frente ao Congresso Nacional.

O integrante da reserva do Exército Brasileiro alfineta o deputado federal Alberto Fraga (DEM): “Se apresenta falsamente como o candidato do Bolsonaro. Acaba dividindo as pessoas”. O general participa de outra carreata às 16h, no Gama. Oficialmente, Chagas é quem faz palanque no DF para o concorrente do PSL.

Fraga revelou que sua agenda deste sábado não tem nada de corre-corre. A expectativa, segundo o aspirante ao GDF, é fechar a campanha do primeiro turno com uma caminhada em Ceilândia. Fraga acredita em cenário diferente dos apresentados por recentes pesquisas, nas quais ele aparece com, no máximo, 9% das intenções de voto. “As ruas dizem uma coisa e as pesquisas dizem outra. Eu quero a confirmação”, afirmou.

Por outro lado, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) tem agenda cheia no último dia de campanha. O primeiro compromisso é às 8h: caminhada no Parque Águas Claras. “A expectativa é de conquistar mais votos na reta final, convencer os indecisos e ir às ruas para levar o nome de Rollemberg e dos candidatos aliados”, pontuou a assessoria.

A docente da Universidade de Brasília (UnB) Fátima Sousa (PSol) inicia a agenda, às 9h, com panfletagem no comércio Hélio Prates, em Taguatinga. De lá, segue para almoço na Vila Planalto e, às 14h30, caminha no Lago Sul. Os compromissos terminam com visita a apoiadores, às 17h. A ideia, segundo a docente, é continuar com a estratégia do olho no olho. “Nós estamos no mesmo ritmo. Nossa estratégia é nas ruas”, acrescentou.

Uma carreata em Ceilândia, a partir das 8h30, foi a escolha do deputado federal Rogério Rosso (PSD) para começar o sábado. Depois, o pessedista almoça com apoiadores e visita feiras. “Vou manter o mesmo padrão que temos nos fins de semana”, pontuou.

A ex-deputada distrital Eliana Pedrosa (Pros) também pretende manter-se da mesma maneira: com o dia repleto de caminhadas e conversas com a população. “Vamos continuar o trabalho até o último momento. Estamos convictos que iremos para o segundo turno”, declarou.

Ibaneis Rocha (MDB), ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Distrito Federal (OAB-DF), não vai fazer grandes mobilizações de última hora. De acordo com o coordenador de comunicação da campanha, Paulo Pestana, ele participará de um almoço na Quituart, localizada no Lago Norte, e manterá uma agenda low profile.

“Mostramos propostas e a personalidade dele. Ibaneis é novo na política, acredito que o eleitor tem reagido bem à novidade”, afirmou.

Panfletagem em grande centro de circulação de pessoas foi a opção do professor Guillen (PSTU) para encerrar o primeiro turno. A partir das 10h, ele estará na Rodoviária do Plano Piloto. “A gente continua distribuindo o nosso material e levando nossas ideias à população. Essa é uma campanha de conscientização”, assegurou.

Almoços e caminhadas
Entre os compromissos deste sábado (6) do bancário Renan Rosa (PCO), tem panfletagem em feiras e reunião com apoiadores. O candidato avalia positivamente o desempenho. “Fizemos a campanha central, que é a luta contra o golpe. Conseguimos mobilizar pessoas”, afirmou. 

A assessoria de imprensa de Alexandre Guerra (Novo) apresentou agenda extensa. Ele começa a campanha às 10h, com panfletagem no Parque da Cidade, almoça no Xique-xique, vai à Festa Bagaço e tem como último compromisso a ida à boate PinK Elephant, por volta das 00h30. “Vamos circular, conversar, frisar nosso compromisso no combate à corrupção”, informou a assessoria.

O economista Júlio Miragaya (PT) caminha na Estrutural, às 9h, e almoça na Feira da Estrutural. “Vamos à Estrutural buscar o voto olhando nos olhos das pessoas. O PT não se omite, o PT tem lado, o lado dos trabalhadores e das pessoas que mais precisam do Estado. À tarde, vamos nos reunir com o grupo que atuará como fiscal nestas eleições. Este é um exercício democrático que prezamos muito.”

Confira os candidatos ao Governo do Distrito Federal:

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Desconfiados
A divulgação de pesquisas Ibope e Datafolha, prevista para este sábado (6), deve causar ainda mais ansiedade para o resultado da votação no domingo (7). Alguns candidatos, porém, não se empolgam.

Com 7% das intenções de voto na última sondagem Datafolha e 9% na Ibope, Fraga prefere acreditar no que vê nas ruas. “Eu confio na pesquisa de rua, naquela em que você está andando e as pessoas vêm te abraçar”, afirmou.

Na opinião de Rosso, somente após às 17h de domingo é que será possível ter “noção exata do que as urnas dirão”. “Infelizmente, constatamos que as pesquisas apontam uma divergência absoluta das ruas”, argumentou. Rosso aparece com 10% no sufrágio Datafolha e 8% no Ibope.

Eliana minimiza o impacto das sondagens. “Não estamos preocupados com pesquisas, vamos aguardar o resultado das urnas”, sustentou a assessoria da candidata. A postulante do Pros caiu nas sondagens, foi passada por Ibaneis, e registrou 14% no Datafolha e 17% no Ibope.

O ex-presidente da OAB alcançou 32% das intenções de voto, de acordo com Datafolha, e 34% segundo o Ibope. O coordenador de comunicação da campanha de Ibaneis comenta que as próximas pesquisas servirão “apenas para observação”. “Não haverá mais muito o que fazer. Depois que os dados saírem, neste sábado (6), seremos como um time em campo que não tem mais como trocar nenhum jogador”, completou Pestana.

Regras
A Resolução nº 23.555 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indica que, neste sábado (6), os candidatos podem fazer propaganda eleitoral com uso de alto-falantes ou amplificadores de som entre 8h e 22h. É até as 22h podem distribuir material gráfico, fazer caminhada, carreata, passeata ou disponibilizar carro de som que transite pela cidade divulgando jingles e mensagens.

Mais lidas
Últimas notícias