Debate Metrópoles é nesta segunda (24/9). Buritizáveis se preparam

Postulantes ao Governo do Distrito Federal falam da expectativa para o evento e sobre importância da iniciativa

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 23/09/2018 14:45

Nesta segunda-feira (24/9), nove postulantes ao Governo do Distrito Federal (GDF) ficarão cara a cara no segundo debate do Metrópoles com os candidatos ao Palácio do Buriti, que começará às 18h. Desta vez, o embate será transmitido ao vivo por sete rádios parceiras e também poderá ser acompanhado pelo site, Facebook, YouTube e Twitter.

Faltando apenas 13 dias para o primeiro turno das eleições, o evento será uma oportunidade e tanto para os buritizáveis apresentarem propostas e conquistarem eleitores. De olho nisso, alguns dos candidatos reservaram parte da agenda deste domingo (23) para se prepararem para o embate. Participam desta nova rodada: Alberto Fraga (DEM), Alexandre Guerra (Novo), Eliana Pedrosa (Pros), Fátima Sousa (PSol), general Paulo Chagas (PRP), Ibaneis Rocha (MDB), Júlio Miragaya (PT), Rodrigo Rollemberg (PSB) e Rogério Rosso (PSD).

O candidato do Novo, Alexandre Guerra, é um dos que optaram por diminuir o ritmo da campanha nas ruas, neste domingo, para se preparar para o evento – o qual, de acordo com ele, “vai mudar o rumo desta eleição”. O postulante ao Buriti também elogiou a iniciativa do portal: “O debate do Metrópoles se mostra o mais democrático e importante espaço da eleição para o GDF”, afirmou.

Líder nas últimas pesquisas de intenção de voto, Eliana Pedrosa (Pros) falou sobre a quantidade de eleitores que serão atingidos. “É uma oportunidade de alcançar várias pessoas de uma vez. Durante as agendas, chego a um público mais específico”, disse.

Para Alberto Fraga (DEM), o debate chama atenção daqueles eleitores que estão insatisfeitos e desesperançosos. “A gente sabe que as pessoas não veem os programas eleitorais, mas veem os debates. Eu tenho certeza que o embate pode mudar a intenção de voto do eleitor e nos ajudar a conquistar votos”, ponderou.

O desinteresse da população também foi apontado por Fátima Sousa (PSol). “Muitos brasilienses, decepcionados com a velha política, têm demonstrado pouco ou nenhum interesse pelo processo eleitoral e ainda não decidiram em quem votar ou querem anular, por só verem mais do mesmo”, disse. “O debate do Metrópoles será uma chance para reverter esse quadro de desesperança e permitir a virada sobre a velha política”, afirmou.

O candidato do PSD, Rogério Rosso, destacou o pouco tempo que os buritizáveis tiveram para fazer corpo a corpo com os eleitores. “Essa campanha foi pequena, por isso o debate é importantíssimo para atualizar o eleitor e nos ajudar a mostrar as propostas para a população. Ele vai mostrar quem tem experiência e conhecimento”, declarou.

Ibaneis Rocha (MDB) elogiou a iniciativa. “O Metrópoles e todos os veículos que vão participar dessa transmissão estão prestando um grande serviço para a sociedade”, comentou. E completou: “É o momento de você mostrar para a população a importância do voto e de escolher um bom candidato”.

“É sempre uma oportunidade de trocar ideias para que o eleitor se sinta em melhores condições para votar”, afirmou o candidato à reeleição ao GDF Rodrigo Rollemberg (PSB).

Buritizável do PT, Júlio Miragaya disse que será um “momento vital” para o processo eleitoral no DF e se mostrou confiante. “Vamos apresentar as nossas propostas e mostrar à população, mais uma vez, que temos um projeto de desenvolvimento sustentável e inclusivo. Vamos mostrar, novamente, que somos nós que colocamos o povo como prioridade de governo”, destacou.

O coronel Paulo Chagas, candidato do PRP, não foi localizado.

Participantes
Para definir a participação dos postulantes, o Metrópoles seguiu a orientação da Lei das Eleições, segundo a qual os candidatos dos partidos com representação no Congresso Nacional de, no mínimo, cinco parlamentares devem ser convidados, mas também optou por dar chance para que aspirantes ao Palácio do Buriti com o mesmo (ou maior) percentual de intenção de votos exponham suas propostas.

A transmissão do debate será feita por sete rádios parceiras: Metrópoles FM (104,1), Atividade FM (107,1), Jovem Pan Brasília FM (106,3), Supra FM (90,9), JK FM (102,7), JK AM (1410) e Redentor AM (1110). Será possível, ainda, acompanhar o evento nos perfis do Metrópoles no Facebook, YouTube e Twitter.

O portal foi o primeiro veículo a promover um debate com os pré-candidatos ao GDF, em 9 de julho. Na ocasião, 453 mil pessoas foram alcançadas pela transmissão ao vivo, no Facebook e no YouTube.

Últimas notícias