Conheça a biografia do candidato ao GDF Alexandre Guerra

O brasiliense foi lançado pelo partido Novo como uma aposta “outsider” à atual política feita no Distrito Federal

Foto:
 

Nascido em Brasília, Alexandre Guerra é o primogênito de cinco irmãos. Filho de pais separados de classe média alta, o herdeiro e sócio da rede de fast-food Giraffas figura como o mais jovem entre os pré-candidatos ao Palácio do Buriti, com 37 anos. Casado e pai de dois filhos, Guerra foi lançado pelo partido Novo como uma aposta “outsider” à atual política feita no Distrito Federal.

Embora estreante no terreno político, o empresário é neto do ex-senador pernambucano Marcos Freire, do MDB. O avô presidiu a Caixa Econômica Federal e foi ministro da Reforma Agrária no governo de José Sarney. Com um discurso liberal, Alexandre Guerra diz querer “reforçar a ideia de que o indivíduo é o único responsável pela transformação da realidade – o gerador de riquezas”.

Igo Estrela/Metrópoles

Em uma das eleições mais concorridas do DF e com pouco tempo de TV (4 segundos), o candidato pede votos em aplicativos de relacionamento, como o Tinder e Grindr – este último voltado ao público gay. Além disso, decidiu usar a empresa da família para popularizar a candidatura. Nos panfletos de campanha aderiu à alcunha de “Alexandre Guerra do Giraffas”.

Em 2003, formou-se em direito pelo Centro Universitário do Distrito Federal (UDF). Apesar de estar inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF), nunca exerceu a profissão. O empresário é mestre em administração pelo Insper, em São Paulo, e tem títulos de MBA em comércio internacional pela Universidade de São Paulo (USP), com extensão na Universidade Pierre Mendès, na França. Especializou-se também em controladoria de multinacionais pela Fundação Instituto de Administração (FIA) e em mercados derivativos pela BM&F Bovespa.

Hugo Barreto/Metrópoles

O buritizável atua na cadeia de lanchonetes Giraffas há 20 anos, tendo sido CEO do grupo entre 2012 e 2016. Nesse período, foi eleito pela revista Forbes como o melhor executivo do setor de alimentação do Brasil. A rede tem 410 lojas espalhadas por 161 cidades brasileiras. Atualmente, Guerra se afastou dos negócios da família para se dedicar a projetos pessoais, mas ainda é vice-presidente da Associação Brasileira de Franchising.

Ricardo Botelho/Especial para o Metrópoles

Compartilhe