Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Descubra um óleo que faz milagres quando aplicado na pele e no cabelo

A tricologista Raquel Tavares e o médico João Paulo Junqueira explicaram sobre o óleo poderoso, feito de uma fruta bastante conhecida

atualizado 01/09/2021 10:14

Óleo de semente de uvaArtem Varnitsin/EyeEm/Getty Images

Ao comprar uvas, há quem opte por adquirir a fruta sem sementes. Entretanto, os grãos são verdadeiros aliados da pele e do cabelo quando prensados, por vezes, na fabricação de vinhos. O resultado do processo é um óleo poderoso. Geralmente, estão na ponta da língua das aficionadas por rotina de skincare os mil e um benefícios dos óleos de coco, melaleuca, rícino e rosa-mosqueta. Agora, essa lista aumentará.

Em busca de saber as “mágicas” feitas pelo óleo de semente de uva, a coluna Claudia Meireles conversou com dois especialistas, o dermatologista João Paulo Junqueira, do Nupem e da Clínica Otávio Macedo, em São Paulo; e a tricologista Raquel Tavares, do salão de beleza D Concept, em Brasília. De acordo com os experts, o composto é rico em propriedades antioxidantes, antimicrobianas e anti-inflamatórias, eficazes na cútis e no couro cabeludo.

“O óleo de semente de uva é rico em vitamina E, compostos fenólicos como flavonoides, especialmente o resveratrol e carotenoides. Também engloba gorduras insaturadas, ou seja, os ácidos graxos insaturados, como ácido oleico, linoleico e fitoesteróis”, explica João Paulo. Um dos princípios ativos citados pelo expert é o resveratrol, substância capaz de combater os radicais livres e atuar na prevenção do envelhecimento precoce da pele.

0
Acne

Membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o médico ressalta que, devido às propriedades contidas no óleo de semente de uva, o composto funciona como uma importante substância para a cútis. “[O produto] pode ser usado no corpo e rosto, embora na face precisa ter cuidado”, defende o dermatologista. João Paulo enfatiza que a pele acneica costuma não reagir bem à aplicação de óleos puros.

Pele com acne
Quem tem acne não pode passar o produto na pele, conforme avisa o médico

Por conta de possíveis reações adversas, pacientes com acne devem aplicar o composto somente com a indicação de um especialista: “Na pele acneica, o óleo de semente de uva geralmente é utilizado em associação em fórmulas magistrais, prescritas pelos dermatologistas, associadas a outros ativos para o controle e tratamento da condição dermatológica”. Também integra o grupo das contraindicações quem tem alergia ao produto.

Segundo João Paulo Junqueira, o óleo de semente de uva, quando adicionado a cosméticos, costuma ter melhor performance. “As propriedades são complementadas por outros ativos”, afirma. Na rotina de skincare, o expert aconselha aplicar o produto na hora de passar o hidratante. Ao adquirir a fórmula, ele recomenda ficar atento quanto à pureza. “Tentar evitar comprar com aditivos aromáticos, corantes e conservantes”, orienta o médico.

Óleo de semente de uva
Quando associados com outros cosméticos, o produto pode ter maior eficácia
Cabelo

Integrante do esquadrão de profissionais do D Concept, Raquel Tavares destaca que o óleo de semente de uva traz uma cadeia de ácido graxo que apresenta afinidade com a cadeia de ácido graxo do corpo humano. “Por conta dessa combinação, a fórmula contribui com a reposição lipídica dos fios, principalmente no tempo seco”, esclarece a tricologista. Quem sofre com os efeitos do inverno pode apostar nas propriedades da substância.

“[O produto] ajuda na reposição lipídica, tão importante na temporada invernal que deixa os cabelos porosos, ásperos e mais secos”, sustenta Raquel. Aos interessados, a tricologista aconselha a aplicar o óleo de semente de uva uma vez por semana. Ao longo do procedimento, massagear bem. “Passe no comprimento e nas pontas, a partir das orelhas para baixo. Deixe entre 20 e 30 minutos”, instrui.

Raquel Tavares
A tricologista Raquel Tavares
Atenção

Lembrando que se aplica a substância com o cabelo seco, conforme reforça Raquel: “Óleo e água não se misturam, por isso, os fios não devem estar molhados”. Somente após o tempo indicado para a umectação com o óleo de semente de uva, pode lavar as madeixas. A expert indica passar uma eficaz máscara capilar a fim de conquistar um resultado significativo.

De acordo com Raquel, o óleo de semente de uva detém alto poder antioxidante, capaz de atuar na saúde e manutenção do microbioma do couro cabeludo, além do potencial anti-inflamatório. No caso, o produto não deve ser aplicado diretamente na região. Para conquistar o efeito de regeneração da área capilar, os profissionais desenvolvem blends calmantes e contra a queda dos fios.

“Os óleos podem sim ser indicados como tratamento do fio capilar. Em geral, sugere-se usar somente no comprimento do cabelo para não deixar o couro cabeludo muito oleoso, o que poderia gerar dermatite seborreica”, reitera o dermatologista João Paulo Junqueira. Ao passar o óleo de semente de uva nos fios, os dois especialistas garantem que as madeixas ficarão hidratadas, fortes e com brilho. “São os maiores ganhos notados nos fios”, conclui o médico.

Médico João Paulo Junqueira
Dermatologista João Paulo Junqueira

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias