Barato e bom para pele, unhas e cabelos: conheça o óleo de rícino

Produto natural tem aval de especialistas da saúde e pode ser encontrado em farmácias por menos de R$ 5

Getty ImagesGetty Images

atualizado 18/01/2020 10:20

Os óleos fazem parte da rotina de beleza das mulheres há séculos, mas estão de volta à moda devido à onda de produtos naturais que tomou esse mercado. Afinal, mais do que ser bela, a figura feminina, atualmente, busca consciência financeira e ecológica. Prioriza, sem titubear, ativos essenciais extraídos da natureza em detrimento de cremes importados testados em animais.

Um dos óleos em alta no mercado é o de rícino. Ofuscado, por temporadas, pelos óleos de coco e de rosa-mosqueta, esse produto ganha visibilidade por também apresentar excelente custo-benefício: pode ser encontrado em farmácias por menos de R$ 5 e é indicado para tratamentos de pele, unhas e cabelos.

O que é?

“Extraído da mamona [planta de origem afro-asiática], o óleo de rícino é rico em ácidos graxos, vitamina E e sais minerais, sendo um grande aliado da beleza”, explica o dermatologista pós-graduado em medicina estética Felipe Chediek.

Getty Images
Com aval de especialistas da saúde, o óleo de rícino é indicado para tratamentos de pele, unhas e cabelos

Benefícios

“Tem propriedades hidratantes benéficas para pele, unhas e cabelos. Além disso, auxilia na cicatrização de feridas, inclusive as rachaduras da boca”, garante o médico.

“Por ser um produto 100% vegetal e antioxidante, também desintoxica e resgata a vitalidade das células do couro cabelo, combatendo até a caspa”, adiciona Roseli Siqueira, reverenciada como uma das maiores esteticistas do Brasil.

O óleo ainda é muito conhecido por estimular o crescimento dos fios. Aumentar o volume das madeixas, das sobrancelhas e dos cílios é outro atrativo. Esse truque, que costuma ser passado de geração em geração, apesar de popular, não tem eficácia comprovada pela ciência.

Contraindicações

“Apesar de ser natural, o óleo é contraindicado para gestantes e lactantes. Faltam estudos sobre seus efeitos nesses grupos”, alerta o dermatologista.

Getty Images
Grávidas e lactantes não devem usar o óleo

100% natural

Antes de comprar o produto, certifique-se de que ele é 100% puro e, de preferência, livre de tóxicos, como parabenos, sulfatos e petrolatos.

“Apesar de ser mais prático comprar em farmácias, a recomendação é buscar o óleo em lojas ou e-commerces de artigos naturais, para, assim, garantir qualidade e pureza”, revela a esteticista.

Pensando em dar sugestões aos leitores, o Metrópoles selecionou cinco produtos disponíveis on-line.

Vale ressaltar que, além de ser bom para estética, o óleo é um laxante natural, ou seja, alguns itens podem ser descritos com essa finalidade. O que importa para conquistar os resultados na beleza, segundo especialistas, é a pureza da composição, e não sua indicação específica.

Como usar

Veja as instruções de uso elaboradas pelos especialistas ouvidos pela reportagem:

Na pele
Misture cerca de 1 colher de sopa de óleo de rícino com 200 ml de creme hidratante e use após a higienização da pele da face ou do corpo, como pós-banho.

Nos cabelos
Incorpore  uma colher de sopa de óleo de rícino em um pote de condicionador ou máscara capilar de 200 ml. Use a mistura com os cabelos úmidos logo no início do banho, deixando agir por cerca de 15 min. Depois, remova por completo o produto com a ajuda de shampoo.

O recurso pode ser usado semanalmente.

No couro cabeludo
Para tratar a caspa, massageie o couro cabeludo com o óleo e, depois, envolva os cabelos em uma toalha quente. Espere 15 min e, então, enxágue. Deixe o couro cabeludo descansar e só volte a lavá-lo normalmente no dia seguinte.

O processo deve ser realizado uma vez por semana, até que o quadro de descamação se estabilize.

Nos cílios e nas sobrancelhas
Nas sobrancelhas, aplique uma gota por lado e espalhe com os dedos.

Já nos cílios, tenha cuidado! O óleo não deve entrar em contato com os olhos. A recomendação é aplicar bem pouco do produto na região com a ajuda de uma escovinha, como as de rímel.

Em geral, recomenda-se o uso do óleo nos cílios e nas sobrancelhas três vezes por semana.

Nas unhas
Sem esmalte, aplique poucas gotas e massageie as cutículas. Deixe o óleo agir por, pelo menos, 1 hora antes de esmaltar.

Relatos

A publicitária Maria Denser, 27 anos, conheceu os benefícios do óleo por indicação da avó e, desde então, usa o produto semanalmente.

“Confirmei com o meu dermatologista as vantagens do ativo e, após a liberação do uso pelo profissional, comprei o produto imediatamente. O óleo é espesso e pegajoso e o utilizo para hidratar os cabelos e aumentar o volume das sobrancelhas, três vezes por semana. Os resultados são bem satisfatórios”, conta.

A aposentada Beth Andrade, 63, assumidamente fã do óleo, o utiliza para outra finalidade. “Aplico na face religiosamente e, além de hidratada, percebo a pele mais uniforme”, relata.

Em tempo: antes de adicionar qualquer etapa na sua rotina de cuidados, consulte um especialista.

Últimas notícias