Rolou na 2ª: caos na economia mundial e olavistas atacam Regina

A revelação de que a detenta trans abraçada por Drauzio Varella matou um garoto de 9 anos rendeu críticas ao médico e à TV Globo

atualizado 09/03/2020 22:25

Rolou nesta segunda-feira (09/03): a epidemia do novo coronavírus e a queda no preço do petróleo levaram o cenário econômico internacional ao caos. Nesse domingo (08/03), a Arábia Saudita cortou o valor de venda do barril e indicou o início de uma guerra de preços entre os grandes produtores.

O preço do petróleo do tipo Brent chegou a recuar 31%, no maior tombo desde a Guerra do Golfo, no início dos Anos 1990. Junte-se isso à crise econômica que já vinha sendo alimentada pelo coronavírus e o cenário negativo estava consolidado.

No Brasil, a bolsa fechou com queda de 12,17%, pior índice desde 1998, o dólar chegou a R$ 4,72 e as ações da Petrobras desabaram em 29%. No Ibovespa, a pancada foi tão grande que foi preciso acionar o circuit breaker: as negociações na bolsa são interrompidas temporariamente e não é possível realizar compras ou vendas de ativos.

Mesmo assim, as lideranças políticas tentaram minimizar o impacto. “Vamos trabalhar, vamos transformar essa crise em crescimento, vamos transformar essa crise em geração de empregos”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Nos EUA, o presidente Jair Bolsonaro disse: “Os números vêm demonstrando que o Brasil começou a se arrumar em sua economia. Obviamente os números de hoje [segunda] têm a ver… a queda drástica nas bolsas de valores do mundo todo, tem a ver com o preço do petróleo que despencou, se eu não me engano, 30%”.

Leia mais sobre a crise mundial:

Também nesta segunda, foi grande a repercussão da entrevista que a recém-empossada presidente da Sectertaria Especial da Cultura, Regina Duarte, deu ao programa Fantástico, na qual disse que há uma “facção” que quer afastá-la do cargo. Nas redes sociais, seus detratores não perdoaram.

Principalmente o guru do bolsonarismo, o escritor Olavo de Carvalho, que não poupou xingamentos à atriz.

No início da noite, mais um revés para Regina: a portaria que oficializava a nomeação de Maria do Carmo Brant de Carvalho como sua secretária de Diversidade Cultural foi tornada sem efeito pelo Palácio do Planalto.

Confira:

Também foi notícia:

Últimas notícias