Para Bolsonaro, eleição teve fraude e ele foi eleito em 1º turno

Presidente fez a afirmação em evento nos Estados Unidos, mas não ofereceu prova. Prometeu entregar evidências, mas não fixou prazo

atualizado 09/03/2020 21:12

Enviado especial a Miami (EUA) – Sem apresentar provas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta segunda-feira (09/03) em Miami, onde participava de um evento da comunidade brasileira, que “houve fraude” nas eleições de 2018 que o conduziram à Presidência da República.

“Minha campanha, eu acredito pelas provas que tenho em minhas mãos, e vou mostrar brevemente, eu fui eleito em primeiro turno mas, no meu entender, houve fraude“, declarou o presidente.

Para o ex-capitão do Exército, ele não deveria ter sido submetido ao segundo turno contra o petista Fernando Haddad porque foi “eleito no 1º turno”. O hoje presidente disse ter provas da acusação, mas não as forneceu nem revelou quando as apresentaria.

“E nós temos não apenas uma palavra, temos comprovado previamente, e eu quero mostrar, que nós precisamos aprovar no Brasil um sistema seguro de apuração de votos. Caso contrário, é passível de manipulação e de fraude”, prosseguiu.

“Então acredito que eu tive muito mais votos no segundo turno que se poderia esperar e ficaria bastante complicado uma fraude naquele momento”, concluiu Bolsonaro.

“Yes Brazil”
O evento foi realizado no campus de medicina do Miami College. A organização foi feita pelo grupo “Yes Brazil”, que reúne brasileiros residentes da Flórida e tem o intuito de replicar ações de defesa do governo em solo norte-americano.

A segurança do local foi feita pela própria segurança da Presidência da República em comunicação com o Serviço Secreto dos EUA. Todos os convidados foram revistados.

Inicialmente, a ideia dos organizadores era que o evento reunisse até 3 mil pessoas. No auditório, porém, havia menos de 300 lugares.

O presidente foi tietado por apoiadores e parou para tirar selfies. Este é o terceiro dia da sua quarta viagem aos Estados Unidos desde que tomou posse. Desde que chegou ao país, ele não falou com a imprensa em nenhum momento. Da mesma forma, apenas um de seus ministros deu declarações oficiais, Bento Albuquerque, das Minas e Energia.

Últimas notícias