Confira 5 remédios caseiros para combater a gordura no fígado

Remédios caseiros ajudam no tratamento da gordura no fígado porque reduzem os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue

atualizado 13/12/2021 19:12

MATCHA chá verde iStock

A maioria dos casos de gordura no fígado, condição também chamada de esteatose hepática não alcoólica, está associada ao sobrepeso e à obesidade. No entanto, o problema também pode acometer pessoas magras, particularmente aquelas com glicemia alterada ou diabetes. A condição merece atenção pois pode causar cirrose, câncer de fígado e doenças cardiovasculares.

O tratamento para gordura no fígado exige uma mudança no estilo de vida com a adoção de uma dieta saudável e de rotina de exercícios físicos. Remédios caseiros podem ajudar a controlar o problema porque reduzem os níveis de colesterol e de triglicerídeos circulando na corrente sanguínea. Porém, as opções feitas em casa servem somente para auxiliar o tratamento prescrito por um médico especialista.

Confira 5 chás que melhoram a saúde do fígado

1. Chá verde 

O chá verde possui compostos fenólicos que ajudam a diminuir o colesterol ruim e os triglicerídeos. Além disso, o consumo da bebida pode ajudar a reduzir as enzimas ALT e AST, que normalmente estão aumentadas quando há gordura no fígado. O ingrediente deve ser utilizado com orientação médica, pois o uso em excesso pode causar o efeito contrário e prejudicar o órgão.

O chá verde não deve ser consumido por crianças e mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Deve ser evitado por pessoas que têm alterações na tireoide, úlcera gástrica, gastrite ou anemia.

Por conter cafeína, deve-se evitar tomar o chá verde no fim do dia ou em grandes quantidades, pois a bebida pode causar efeitos colaterais como insônia, irritação, sensação de queimação no estômago, cansaço ou alterações no batimento do coração.

Modo de preparo
Adicionar as folhas ou o sachê de chá verde na xícara com água fervente e deixar repousar por 5 a 10 minutos. Coar ou retirar o sachê e beber em seguida.

2. Chá de alcachofra

O chá de alcachofra é rico em antioxidantes, como cinarina e silimarina, que ajudam a proteger o fígado de danos causados pelos radicais livres. Além disso, pode estimular o crescimento de novas células saudáveis no fígado.

Modo de preparo
Adicionar as folhas de alcachofra em água fervente e deixar descansar por 10 minutos. Coar e beber até 3 xícaras do chá por dia, de 15 a 20 minutos antes das refeições.

3. Chá de cardo-mariano

O chá de cardo-mariano possui silimarina, que tem efeito antioxidante e pode ajudar a promover a regeneração das células do fígado, reduzindo a inflamação no órgão. A bebida também facilita a digestão e estimula o apetite, aliviando alguns dos sintomas de gordura no fígado, como enjoo e vômitos.

Modo de preparo
Adicionar os frutos do cardo-mariano em uma xícara de água fervente. Deixar descansar por 15 minutos, coar e beber 3 a 4 xícaras por dia, 30 minutos antes das refeições.

4. Chá de alho com limão

O alho possui alicina e ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim e de triglicerídeos, reduzindo o risco de acumular gordura no fígado.

Modo de preparo
Ferver a água com o alho. Retirar do fogo e acrescentar o suco de limão e o mel. Retirar o alho e servir a seguir. O alho possui um gosto forte, por isso, pode-se acrescentar ao preparo do chá meia colher de chá de gengibre em pó ou 1 cm da raiz de gengibre. A planta pode potencializar o efeito da bebida, pois também ajuda a reduzir o colesterol ruim. No entanto, não deve ser consumido por pessoas que usam anticoagulantes.

5. Chá de gengibre, cacau e canela

Este chá tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que diminuem os danos causados pelos radicais livres nas células do fígado, além de melhorar os níveis das enzimas hepáticas ALT e AST e reduzir o acúmulo de gordura no fígado.

O chá de gengibre não deve ser usado por pessoas que utilizam medicamentos anti-hipertensivos, anticoagulantes ou antidiabéticos, pois pode aumentar o risco de efeito colateral desses medicamentos ou de sangramentos.

Modo de preparo
Colocar a água para ferver e adicionar o gengibre. Deixar ferver por 5 a 10 minutos. Retirar o gengibre da xícara e beber o chá em 3 a 4 doses divididas ao longo do dia. Outra opção para fazer o chá é substituir a raiz por 1 colher de chá de gengibre em pó.

Tire suas dúvidas sobre gordura no fígado

O especialista Paulo Bittencourt, hepatologista e presidente do Instituto Brasileiro do Fígado (Ibrafig), esclarece que o tratamento para a condição se baseia basicamente na mudança do estilo de vida e controle dos fatores associados à gordura no fígado, como sobrepeso e obesidade, glicemia alterada, diabetes melito e sedentarismo.

“Recomenda-se, nos indivíduos com sobrepeso, particularmente com obesidade central (caracterizada por circunferência abdominal superior a 103 cm para homens e 88 cm para mulheres), perda e subsequente controle do peso”, explica o médico. Segundo ele, não é preciso fazer nenhuma manobra radical — perder mais de 5% do peso já ajuda a reduzir a gordura no fígado.

A indicação é apostar em uma dieta hipocalórica, mas balanceada, pobre em carne vermelha e rica em legumes e vegetais, evitando sempre alimentos ultraprocessados ricos em carboidratos e frutose. A atividade física também é importante, e o melhor exercício é o que o paciente consegue fazer. A recomendação é fazer cerca de 150 minutos por semana de exercício.

Mais lidas
Últimas notícias