Numa cidade que nasceu num desenho em folha de papel-manteiga, não é fácil constituir uma identidade. Quem mora há muito tempo em Brasília não sabe exatamente quem é: se candango, pioneiro ou brasiliense. São definições ao gosto do freguês, mas há fundamentos históricos e simbólicos que podem ajudar cada um a se reconhecer numa das…

LER MAIS

O samba vem nos salvando desde que as primeiras tias baianas alimentavam de feijão, cachaça, ritmo e coragem o nascedouro do samba

LER MAIS

O pequi não é pra qualquer um, é viril mas nem de longe é sutil. É pra goiano, pra mineiro e para quem se dispõe a aventuras gastronômicas

LER MAIS

Jornalista, sociólogo, cineasta, professor de cinema, Moriconi foi exonerado do cargo de programador do Cine Brasília, o que gerou protestos

LER MAIS

Na Galega, tudo parece que se resolve – no mínimo, a fome, a sede e a vontade de reencontrar o Brasil que nos alimenta e alegra

LER MAIS

Brasília é a cidade de quem não tem cidade, de quem precisa de outra cidade. Uma expressão de fé no Brasil, nos brasileiros e na civilização

LER MAIS

A noite ferve nas satélites. E os movimentos culturais resistem de dia e de noite. É fora do Plano onde esta crônica pretende estar

LER MAIS

Crônica é a irmã mais despretensiosa dos textos literários. Esta de hoje não é bem uma crônica, é uma homenagem aos cronistas

LER MAIS

Como quem consulta um oráculo, abri ao acaso um livrinho de 95 páginas, Elegias de Duíno, e Rainer Maria Rilke, poeta da vida e da morte, do amor e da dor, do belo e do terrível, me entregou os versos abaixo: “Estranhas ruas da Cidade-Aflição, onde, no aparente silêncio feito de estrépito irrompe violento, gerado…

LER MAIS

Estou pronta para o bom combate com as palavras, a cidade, os leitores, a vida, o amor. Escreverei às terças, quintas e aos domingos

LER MAIS