Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Meghan Markle revela ter sofrido aborto espontâneo: “Dor insuportável”

O aborto da segunda gravidez ocorreu em julho. Casada com o príncipe Harry desde 2018, a duquesa de Sussex é mãe de Archie, de 1 ano

atualizado 25/11/2020 18:34

Meghan Markle e príncipe HarryChris Jackson/Getty Images

A cada dia uma nova revelação da família real abala o mundo. Nesta quarta-feira (25/11), quem tratou de comover os admiradores da realeza foi Meghan Markle. Em um artigo escrito para o The New York Times, a duquesa de Sussex contou que sofreu um aborto espontâneo durante o verão. O texto da ex-atriz de Hollywood recebeu o título de The Losses We Share (As Perdas que Nós Compartilhamos, em tradução do inglês).

De acordo com Meghan, a perda do segundo filho ocorreu em julho. Casada com o príncipe Harry desde 2018, a duquesa é mãe de Archie, de 1 ano. No artigo comovente, a norte-americana descreveu a experiência do aborto da gravidez como “uma dor quase insuportável vivida por muitas, mas falada por poucas”.

0

Com 39 anos, Meghan lembrou do dia do incidente e narrou detalhes. Ela começou as atividades diárias em casa, em Santa Bárbara, na Califórnia, como de costume. Contudo, em determinado momento, ao sentir uma forte contração, percebeu instantaneamente que estava sofrendo o aborto de seu segundo filho. Devido à dor, a duquesa chegou a se jogar no chão.

Meghan Markle e o filho Archie
Meghan Markle e o filho, Archie, de 1 ano

O episódio sucedeu uma troca da fralda de Archie. “Eu me joguei no chão com ele em meus braços, cantarolando uma canção de ninar para nos manter calmos, a melodia alegre contrastava friamente com a minha sensação de que algo não estava certo”, escreveu no artigo. Meghan acrescentou ainda: “Eu sabia, enquanto agarrava meu primeiro filho, que estava perdendo meu segundo filho”.

Nas horas seguintes, a duquesa foi levada ao hospital. Enquanto estava deitada em uma cama, segurou a mão do marido, o príncipe Harry. “Eu senti a umidade de sua palma e beijei seus dedos, molhados com as nossas lágrimas. Olhando para as paredes brancas e frias, meus olhos ficaram vidrados. Tentei imaginar como nos curaríamos”, rememorou.

No texto, a mãe de Archie disse que o tema aborto continua envolto de um “tabu, impregnado de vergonha (injustificada), que perpetua um ciclo de luto solitário”. Do ponto de vista da duquesa, o caminho para a cura do momento de dificuldade começa com uma simples pergunta: “Você está bem?”. Ela disse que a fase requer compreensão e acolhimento.

Príncipe Harry, Meghan Markle e Archie
Meghan revelou o aborto espontâneo em um artigo do The New York Times
Reflexões

No artigo do The New York Times, Meghan refletiu sobre as inúmeras vidas perdidas ao longo de 2020 pela pandemia do novo coronavírus e as mortes como as de George Floyd e Breonna Taylor. Os dois foram assassinados pela polícia nos Estados Unidos.

“Estamos nos ajustando a uma nova normalidade em que os rostos são ocultados por máscaras, mas isso nos força a olhar nos olhos uns dos outros, às vezes, cheios de calor, outras, de lágrimas. Pela primeira vez em muito tempo, como seres humanos, estamos realmente nos vendo. Estamos bem? Nós ficaremos”, compartilhou Meghan Markle.

Meghan Markle e príncipe Harry
Meghan estava grávida do segundo filho, fruto do casamento com o príncipe Harry

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias