Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Presentes, selfies e reverência: saiba 14 protocolos seguidos pela realeza

Entre a família real, as tradições vigoram como leis – por vezes, até severas. Em algumas decisões, a rainha é quem bate o martelo

atualizado 22/11/2020 14:50

Kate Middleton, príncipe Harry e rainha ElizabethSamir Hussein/Karwai Tang/Max Mumby/Indigo/Getty Images

Trazer no DNA o gene da rainha Elizabeth pode ser entendido como um privilégio vivido por poucos, mas nem só de mil maravilhas sustenta-se a dinastia britânica. Tradições são levadas à risca pela linhagem real dentro e, principalmente, fora dos palácios. Eventos oficiais funcionam como uma prova de fogo para os membros – príncipes, princesas, duques e duquesas – devido ao fato de ser o momento de colocar em ação normas de etiqueta e protocolos impostos pela monarca.

Impreterivelmente, as personalidades da realeza devem seguir 14 regras, todas escritas e explicadas em livros. Entre a família, as diretrizes vigoram como leis – por vezes, severas. Em algumas ocasiões, a rainha é quem bate o martelo e decide, apesar da escolha do filho, neto, bisneto e nora. E nem adianta “chilique”: é a soberana quem dá as cartas, e todos precisam aceitar. Sempre dando uma espiadinha, a coluna Claudia Meireles foi atrás do “regimento interno” da família real e descobriu algumas curiosidades. Confira!

1 – Recorda de ter visto um beijo entre a rainha Elizabeth e o príncipe Philip? Lembra de algum momento em que os duques de Cambridge, William e Kate Middleton, surgiram de mãos dadas? Segundo alguns observadores, o manual de regras da realeza exige que os casais não exibam demonstrações de afeto em público por estarem a serviço da monarquia britânica. Enquanto Meghan e Harry eram flagrados em clima de romance, William e Kate seguem os códigos com mais rigor por terem a chance de, em breve, comandarem o trono.

2 – Ao cumprimentarem a rainha Elizabeth (e, futuramente, o príncipe Charles ou príncipe William), os homens são obrigados a se curvarem, enquanto as mulheres fazem somente uma reverência. Os gestos não precisam ser longos ou exagerados – na verdade, devem ser sutis.

Rainha Elizabeth
Inclinação de Andrew Gwynne, membro do parlamento britânico, à rainha Elizabeth

3 – Mimos são sempre bem-vindos. Mas não na realeza britânica. Nem todos as lembranças podem ser recebidas pelos parentes da rainha. “Nenhum presente, incluindo hospitalidade ou serviços, deve ser aceito. Nada que coloque ou possa parecer colocar o membro da família real sob qualquer obrigação para com o doador”, diz trecho da política de presentes de 2003. Objetos oferecidos por órgãos públicos e instituições de caridade estão na lista dos aprovados, assim como flores, comida e livros sem polêmicas.

“A realeza não pode aceitar itens que custam mais do que 150 libras”, destacou o site Hello!, principal portal de notícias sobre celebridades do Reino Unido.

Meghan Markle e príncipe Harry
Meghan e Harry ganharam presentes para o primogênito

4 – Somente os membros da realeza que estão noivos ou casados garantem o convite para passar o Natal com Elizabeth II em Sandringham. Em razão da solenidade, a monarca oferece uma refeição intimista em sua casa de campo. Nos dias antecedentes, a líder da coroa promove um almoço natalino nas dependências do Palácio de Buckingham, onde parentes distantes sentam-se à mesa com a rainha.

5 – Essa regra virou motivo de discussão entre Kate Middleton e Meghan Markle. Seguindo a preferência da rainha, as mulheres da realeza devem fazer o uso de meias-calças em eventos formais. Enquanto a duquesa de Cambridge aposta no acessório cor da pele, a duquesa de Sussex costumava investir em meias-calças mais cintilantes.

Meghan Markle
As mulheres devem usar meia-calça em eventos oficiais

6 – Conforme descrito na Lei de Casamentos Reais de 1772, qualquer noiva ou noivo em potencial para membros da realeza sênior exige o carimbo oficial de aprovação do monarca vigente (atualmente, a rainha Elizabeth). Foi assim com o príncipe William e, em 2017, com Harry. Sexto na linha de sucessão do trono britânico, o caçula de Lady Di pediu permissão à avó para pedir a mão de Meghan Markle em casamento.

7 – Tecnicamente, os herdeiros não deveriam viajar no mesmo voo, isso para proteger a linhagem real. Embora não funcione como um protocolo oficial, os membros da realeza precisam pedir autorização à rainha antes de apertarem os cintos em uma aeronave. William e George, pai e filho, respectivamente, já foram juntos para Austrália, Canadá e Alemanha.

Príncipe William, príncipe George, Kate Middleton e princesa Charlotte
Para viajar, os membros da família real precisam de autorização da rainha

8 – A realeza britânica chega em ordem hierárquica decrescente a eventos formais, ou seja, o mais idoso é o último a marcar presença. Na maioria das vezes, aguardam a rainha Elizabeth para dar início à cerimônia. Anteriormente, aparecem os duques de Cornualha, o príncipe Charles e Camila e, antes, os duques de Cambridge, príncipe William e Kate Middleton.

9 – Diferentemente de estrelas pop, os membros da realeza não tendem a posar para selfies. Educadamente, eles recusam as fotos por estarem a serviço da monarquia quando estão em público. Em 2014, o príncipe William tirou fotografia com uma estudante como gesto de boa vontade. Ao contrário do irmão, Harry admitiu “odiar” os autorretratos em uma visita ao Memorial de Guerra Australiano. Na ocasião, o príncipe recusou o pedido de uma jovem admiradora.

10 – Nada de conceder autógrafos para os fãs. A regra de longa data permanece vigente a todos os membros da realeza, a fim de evitar falsificação de assinatura. Em algumas situações, é possível vê-los escrevendo o próprio nome em um livro de visitas ou em notas especiais, nada além disso.

Príncipe William e Kate Middleton
As personalidades reais são proibidas de dar autógrafos

11 – Uma das regras seguidas à risca pela monarquia é a de levar uma roupa na cor preta quando viajar para o exterior. Se alguém da família morrer, os parentes devem usar as peças durante o luto como sinal de respeito. Ao longo da história britânica, o protocolo foi honrado pela rainha Elizabeth, em tour pelo Quênia, e pelo príncipe Charles, à época nos Alpes Franceses.

12 – No site oficial da família real, há textos em que explicam o papel imparcial da rainha no sistema parlamentarista britânico. “A monarca permanece estritamente neutra com respeito a questões políticas, não vota nem candidata-se às eleições.” Os membros também não têm permissão para exercer cargo político.

13 – As mulheres da realeza não devem cruzar as pernas na altura dos joelhos. A etiqueta compartilhada pelas beldades é de mantê-los juntos, podendo cruzar os tornozelos. Kate Middleton criou uma postura para si, a qual recebeu como nome inclinação da duquesa. A mãe de George, Charlotte e Louis costuma seguir a regra, mas curvando pernas e joelhos para um lado. Meghan Markle também adotou a pose – que deixa as pernas mais longas.

14 – Como você segura uma xícara de chá? A família real segura a parte superior da alça do recipiente com o polegar e o indicador, se estiver em público. As mulheres bebem sempre no mesmo lugar, como forma de evitar as manchas de batom. Uma última dica, não menos importante: dedo mínimo (o mindinho) sempre para dentro.

Kate Middleton
Em viagem pela Malásia, Kate saboreou chá típico do país

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias