Rolou na 2ª: MP para antecipar 13º a aposentado e retorno do Congresso

No Nordeste, o presidente acusou os governadores locais de “fazer politicalha” e de tentar transformar a região “em uma Cuba”

Agência Brasil/ArquivoAgência Brasil/Arquivo

atualizado 05/08/2019 21:56

Nesta segunda-feira (05/07/2019), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou uma medida provisória para formalizar a antecipação da primeira parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em data fixa. Os beneficiados vão receber, anualmente, entre o fim de agosto e o início de setembro, 50% do valor do benefício junto ao pagamento do salário. A movimentação econômica é de R$ 21,9 bilhões, destinados a 30 milhões de pessoas.

O presidente esteve nesta segunda na Bahia para a inauguração da primeira etapa da Usina Solar Flutuante e criticou a iniciativa dos governadores nordestinos de se unirem em torno do Consórcio Nordeste, além de acusá-los de “fazer politicalha” e de tentar transformar a região “em uma Cuba”. “Eles [governadores] atuam para dividir os brasileiros”, disse.

Veja mais sobre o presidente Jair Bolsonaro:

Também nesta segunda, lideranças partidárias e integrantes da equipe econômica do governo federal estiveram com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para mapear os votos necessários à aprovação da reforma da Previdência em segundo turno na Casa. Isso a um dia da reabertura da discussão da proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 6/2019, que está na etapa final de tramitação. São necessários ao menos 308 votos dos 513 deputados para que o texto seja encaminhado ao Senado Federal. O início da apreciação está marcado para esta terça-feira (06/08/25019).

Leia mais:

Confira outras manchetes desta segunda:

Últimas notícias