Suspeito de ataque homofóbico que deixou jovem sem andar em PE é preso

O estudante Jefferson foi estuprado, apedrejado e espancado por Robson da Silva Alexandre

divulgaçãodivulgação

atualizado 05/08/2019 19:05

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu o principal suspeito de estuprar, apedrejar e espancar a pauladas o estudante Jefferson Anderson Feijó da Cruz, de 23 anos, em 7 de dezembro de 2018. As informações são da Folha de S.Paulo.

Robson da Silva Alexandre, o criminoso, foi preso preventivamente após decisão da Justiça. O homem já havia sido apontado em inquérito policial, mas só foi detido na última quinta-feira (01/08/2019), ou seja, quase oito meses após o crime.

O suspeito está preso em Abreu e Lima, cidade metropolitana do Recife. Ele vai responder por tentativa de homicídio, que, segundo as investigações do Ministério Público, foi motivada por homofobia. Jefferson é gay.

A vítima do ataque homofóbico entrou para as estatísticas de violência contra os LGBTs no país em dezembro do ano passado, quando saiu de uma festa para ir ao banheiro. Não se sabe quanto tempo durou a tortura.

Últimas notícias