Atlas da Violência: veja as cidades mais e menos violentas no país

Brasília é a terceira capital com a menor taxa de homicídio por 100 mil habitantes. Altamira, no Pará, é a segunda cidade mais violenta

EDNILSON AGUIAR/O LIVREEDNILSON AGUIAR/O LIVRE

atualizado 05/08/2019 11:52

Com exceções de Simões Filho, no Rio de Janeiro, e Alvorada, no Rio Grande do Sul, as dez cidades com maiores taxas estimadas de homicídios se concentram em estados das regiões Norte e Nordeste do país. Por outro lado, aquelas que apresentaram os menores números figuram apenas em dois estados: São Paulo e Santa Catarina. Entre as capitais, Brasília é a terceira com a menor taxa de assassinatos.

Os números são do Atlas da Violência – Retrato dos Municípios Brasileiros 2019, divulgado na manhã desta segunda-feira (05/08/2019). O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) analisou, em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 310 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes em 2017 e fez um recorte regionalizado da violência no país.

Apenas 120 municípios, o equivalente a 2,1% do total de cidades brasileiras, concentram 50% de todos os assassinatos registrados no país.

O município mais violento do Brasil, com mais de 100 mil habitantes, é Maracanaú, no Ceará. Em segundo lugar está Altamira, no Pará, onde 62 detentos foram mortos durante massacre na semana passada. Em seguida vem São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte.

Por outro lado, o levantamento apontou que, entre os municípios com mais de 100 mil habitantes, Jaú é a cidade menos violenta, seguida de Indaiatuba e Valinhos, todas em São Paulo. No ranking dos 20 municípios menos violentos, 14 são paulistas.

A seguir, veja as dez cidades mais e menos violentas do país, segundo o Atlas da Violência, além dos números das 27 capitais brasileiras. Confira aqui a íntegra do documento.

As 10 cidades com maiores taxas estimada de homicídios por 100 mil habitantes:

  1. Maracanaú (CE) – 145,7
  2. Altamira (PA) – 133,7
  3. São Gonçalo do Amarante (RN) – 131,2
  4. Simões Filho (BA) – 119,9
  5. Queimados (RJ) – 115,6
  6. Alvorada (RS) – 112,6
  7. Marituba (PA) – 100,1
  8. Porto Seguro (BA) – 101,6
  9. Lauro de Freitas (BA) – 99,0
  10. Camaçari (BA) – 98,1

As 10 cidades com menores taxas estimada de homicídios:

  1. Jaú (SP) – 2,7
  2. Indaiatuba (SP) – 3,5
  3. Valinhos (SP) – 4,7
  4. Jaraguá do Sul (SC) – 5,5
  5. Brusque (SC) – 5,8
  6. Jundiaí (SP) – 6,1
  7. Limeira (SP) – 7,7
  8. Americana (SP) – 7,7
  9. Bragança Paulista (SP) – 7,7
  10. Santos (SP) – 7,8

Taxa estimada de homicídios das capitais brasileiras:

  1. Fortaleza (CE) – 87,9
  2. Rio Branco (AC) – 85,3
  3. Belém (PA) – 74,3
  4. Natal (RN) – 73,4
  5. Salvador (BA) – 63,5
  6. Maceió (AL) – 60,2
  7. Recife (PE) – 58,4
  8. Aracaju (SE) – 57,4
  9. Manaus (AM) – 55,9
  10. Macapá (AP) – 54,1
  11. Boa Vista (RR) – 48,9
  12. Porto Alegre (RS) – 47,0
  13. São Luís (MA) – 46,9
  14. Goiânia (GO) – 40,7
  15. Teresina (PI) – 39,4
  16. João Pessoa (PB) – 38,9
  17. Porto Velho (RO) – 36,0
  18. Rio de Janeiro (RJ) – 35,6
  19. Palmas (TO) – 33,5
  20. Vitória (ES) – 30,6
  21. Florianópolis (SC) – 30,0
  22. Cuiabá (MT) – 28,8
  23. Belo Horizonte (MG) – 26,7
  24. Curitiba (PR) – 24,6
  25. Brasília (DF) – 20,5
  26. Campo Grande (MS) – 18,8
  27. São Paulo (SP) – 13,2

Últimas notícias