Maia quer concluir votação da Previdência até quarta, diz van Hattem

O líder do partido disse ainda que o presidente da Câmara espera ao menos 51 parlamentares na Casa nesta segunda (05/08/2019)

Luis Macedo/Câmara dos DeputadosLuis Macedo/Câmara dos Deputados

atualizado 05/08/2019 15:45

O líder do Novo na Câmara dos Deputados, Marcel van Hattem (NOVO-RS), disse que a previsão do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é de que a votação do segundo turno da reforma da Previdência seja concluída até a noite de quarta-feira (07/08/2019). Ele estava reunido na residência oficial do emedebista na manhã desta segunda-feira (05/08/2019).

“A gente está preocupado com a tramitação do segundo turno. A expectativa é começar a votação amanhã à noite e terminar quarta-feira”, afirmou. O parlamentar disse ainda que Maia espera que tenha ao menos 51 deputados na Câmara nesta segunda, para contabilizar como uma sessão das cinco que precisam ter de intervalo entre uma etapa e outra de votação, segundo o regimento interno da Casa.

A contagem teve início antes do recesso branco, logo após o primeiro turno, quando três sessões foram abertas. Se houver o quórum nesta segunda, contará como a quarta sessão. Mas, até o momento, há apenas 28 congressistas presentes. A quinta, por sua vez, seria na manhã de terça (06/08/2019), na sessão que antecederia o segundo turno de análise da Proposta de Emenda à Constituição nº 6/2019, que altera as regras de aposentadoria no país.

Questionado sobre o risco de o plenário aprovar mais destaques e alterar o texto que será encaminhado ao Senado Federal, van Hattem explicou que a apresentação de sugestões de mudanças é um direito dos parlamentares. Entretanto, é do interesse de todos os congressistas pró-reforma que a PEC seja aprovada no segundo turno sem alterações.

“Destaques são direito dos parlamentares. O próprio NOVO pode avaliar, mas o maior interesse é ser aprovado como saiu no primeiro turno”, pontuou. Nessa etapa, só podem ser apresentados destaques supressivos, ou seja, que retiram trechos do projeto. Só a oposição vai apresentar nove sugestões.

Últimas notícias