Jornalista Ricardo Boechat morre em acidente de helicóptero

A aeronave fez um pouso de emergência e foi atingida por um caminhão no Rodoanel, na região norte da cidade de São Paulo

atualizado 12/02/2019 9:38

O jornalista Ricardo Boechat morreu aos 66 anos em um acidente de helicóptero na tarde desta segunda-feira (11/2). A aeronave fez um pouso de emergência e foi atingida por um caminhão no Rodoanel, na região norte da cidade de São Paulo. Além dele, o piloto Ronaldo Quattrucci, que comandava o voo, também faleceu.

Âncora da Band News, ele havia apresentado o seu programa matinal na emissora de rádio antes de embarcar no helicóptero rumo a Campinas. Na cidade do interior paulista, ele participou de um evento de uma empresa farmacêutica. Na hora do acidente, ele se dirigia ao trabalho.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a aeronave teve problemas e precisou fazer um pouso forçado. Nesse momento, ela foi atingida por um caminhão que trafegava pela via, no sentido interior, próximo à praça do pedágio. O motorista do caminhão ficou ferido, mas não corre risco de vida.

O capitão Paiva, da Polícia Militar de São Paulo, que coordena os trabalhos no local do acidente, informou que a explosão registrada em fotos e vídeos no local foi resultado de uma colisão posterior ao pouso. “O caminhão não teve tempo hábil de parar“, contou.

O caso está sendo apurado pelo 46º Distrito Policial, que fica no bairro de Perus, e os corpos foram levados ao Núcleo de Antropologia do Instituto Médico Legal (IML), no centro da cidade de São Paulo.

De acordo com os bombeiros, os corpos das duas vítimas estavam dentro da aeronave quando o socorro chegou. Ao todo, 11 viaturas foram deslocadas para fazer o resgate.

Notícia
A revelação de que o jornalista tinha morrido foi feita ao vivo na Rádio Band. A repórter Sheila Magalhães foi quem noticiou a tragédia. “Boechat apresentou o noticiário da Band News logo pela manhã, esteve em Campinas para um evento de um laboratório farmacêutico, foi a bordo de um helicóptero, acompanhado de um piloto”, descreveu. “Ele pegou o helicóptero por volta das 11h50 da manhã e pousaria no Grupo Bandeirantes por volta de 12h15, o que não aconteceu”, disse.

Por volta das 14h, a Band News informou no rádio que interromperia a programação. Os colegas de Boechat pediram desculpa aos ouvintes e disseram que não estavam em condições de continuar a transmissão. Na sequência, foi deixada apenas a vinheta no ar.

Na TV Band, o apresentador José Luiz Datena foi quem informou a morte. “Com profundo pesar, desses quase 50 anos de jornalismo, cabe a mim informar a vocês que o jornalista, amigo, pai de família, companheiro, que, na última quarta que eu vim aqui apresentar o jornal, me deu um beijo no rosto, fingido que ia cochichar alguma coisa e, no fim, brincalhão como ele era, falou: ‘É, bocão, eu só queria te dar um beijo’. Queria informar aos senhores que o maior âncora da televisão brasileira, o Ricardo Boechat, morreu hoje num acidente de helicóptero, no Rodoanel, aqui em São Paulo”. Datena chorou ao vivo.

Vida e Carreira
Ricardo Boechat era apresentador do Jornal da Band e da Rádio BandNews FM, além de colunista da revista IstoÉ. Ele trabalhou nos jornais O Globo, O Dia, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil.

Na década de 1990, fazia coluna diária no Bom Dia Brasil, da TV Globo, e trabalhou no Jornal da Globo. Foi ainda diretor de jornalismo da Band e teve passagem pelo SBT.

Ao longo da carreira, ganhou três vezes o prêmio Esso e foi o único jornalista a vencer em três categorias o Prêmio Comunique-se (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV).

Também foi eleito o jornalista mais admirado na pesquisa do site Jornalistas&Cia em 2014, que elencou os 100 principais profissionais do mercado.

Filho de diplomata, Ricardo Boechat nasceu em 13 de julho de 1952, em Buenos Aires, na Argentina. O pai estava a serviço do Ministério das Relações Exteriores à época. O jornalista deixa a mulher, Veruska, e seis filhos.

Últimas notícias