Nove truques certeiros para reduzir medidas durante a quarentena

Aproveite os dias mais tranquilos em casa para repensar hábitos alimentares e estilo de vida

iStock

atualizado 18/05/2020 13:37

Ao invés de se jogar nos doces durante a quarentena, que tal remar contra a maré e aproveitar os dias mais tranquilos em casa para repensar hábitos alimentares e estilo de vida?

Para aqueles que sempre desejaram emagrecer, por exemplo, este pode ser o momento ideal para seguir à risca uma reeducação alimentar. Afinal, a falta de tempo para programar e preparar as refeições como manda o figurino já não é mais um impedimento.

0

Ciente disso, a médica nutróloga e professora da Associação Brasileira de Nutrologia Marcella Garcez listou nove dicas fáceis para conseguir uma efetiva perda de peso em casa.

Confira!

Controle o consumo de carboidratos

Ao contrário do que muitos pensam, não há necessidade de retirar completamente os carboidratos da dieta para perder peso. Os carboidratos são, na verdade, os nutrientes mais importantes para o fornecimento de energia para o organismo e funções do cérebro e, por isso, são essenciais.

“Logo, sem os carboidratos, as funções vitais ficam prejudicadas e o corpo tende a armazenar um estoque extra de gordura. Então, se o seu objetivo é perder peso, consuma carboidratos na porção certa optando sempre por aqueles de boa qualidade, como, raízes, cereais integrais, frutas, legumes e verduras, que não engordam e geram benefícios ao organismo”, recomenda a especialista.

“Além disso, é interessante consumir os carboidratos junto com proteínas magras e gorduras boas. Dessa forma, você ficará satisfeito mais rápido e demorará mais para sentir fome”, complementa.

Aumente o consumo de proteínas e gorduras boas

De acordo com a nutróloga, as proteínas e gorduras de boa qualidade são necessárias para manutenção da massa magra, promoção da saciedade, absorção de nutrientes necessários no processo de digestão e formação de hormônios importantes na fisiologia do emagrecimento.

“Por isso, o ideal é apostar no consumo de proteínas vegetais, como feijões e ervilhas, ou carnes magras, como peru, frango e peixes. Já o consumo de carne vermelha deve ser reduzido para diminuir a ingestão de gorduras saturadas”, orienta.

Coma devagar

Comer rápido e não mastigar o suficiente faz com que o estômago não tenha tempo de enviar sinais ao cérebro de que está cheio e que é momento de parar, o que pode resultar em uma série de consequências, incluindo o aumento de peso.

Atente-se aos horários das refeições

Como estamos em casa, é comum que grande parte das pessoas passe o dia fazendo pequenos lanches. Porém, de acordo com a médica, o ideal é estabelecer um cronograma para as refeições e evitar idas à geladeira entre elas.

Caso contrário, os níveis de açúcar no sangue permanecem elevados, sobrecarregando o organismo, o que faz com que haja aumento no armazenamento de gordura. “O recomendado é que você se alimente apenas nos horários das refeições e preferencialmente à mesa”, aconselha.

Evite, ainda, comer perto da hora de ir dormir.

Reduza o consumo de açúcar

O açúcar é um dos grandes vilões da perda de peso, pois é formado basicamente de calorias, não possuindo quase nenhum nutriente. O ingrediente eleva os níveis de glicose no sangue, podendo provocar o aumento da gordura corporal e o risco de doenças metabólicas.

Por isso, seu consumo deve ser reduzido. Mas não vale substituí-lo por outros adoçantes artificiais inadvertidamente.

“Alguns adoçantes artificiais geram efeitos neurológicos e metabólicos no organismo parecidos com o açúcar convencional. Logo, apesar de possuírem menos calorias, vários produtos diet, light e zero ainda são prejudiciais, principalmente para quem está tentando emagrecer, já que podem diminuir a sensação de saciedade e consequentemente fazer você comer mais”, esclarece a profissional.

Movimente-se

É fato que a alimentação é fundamental para a perda de peso, mas apenas a mudança de hábitos alimentares não é suficiente. É preciso também investir na prática regular de atividades físicas moderadas e frequentes.

“Mesmo que não seja o elemento primordial para o emagrecimento, o exercício físico é necessário para quem quer perder peso, pois ajuda a elevar o gasto energético, queimar gordura e manter a massa magra”, explica a nutróloga.

Beba água

Beber água, por si só, não emagrece. “Porém, nosso corpo é composto por dois terços de água, que é fundamental para garantir o bom funcionamento do organismo, ajudando-o a executar reações metabólicas que promovem a perda de peso”, elucida.

Mude seu comportamento

De nada adianta investir em cuidados para perder peso durante a quarentena e esquecê-los após tudo voltar ao normal.

“Mudar o pensamento é um passo fundamental para emagrecer. Se você não estiver disposto a incorporar essas mudanças em seu novo estilo de vida, as melhorias em sua aparência e saúde não vão permanecer e logo você se verá de volta no ponto de partida. Na verdade, uma das principais razões pelas quais as pessoas não obtêm sucesso no processo de perda de peso é por não aceitarem a necessidade de mudar seus hábitos permanentemente”, afirma.

Por isso, trabalhe numa mudança de mindset.

Consulte um especialista

Consultar um médico nutrólogo, mesmo que por atendimento on-line, é fundamental. O profissional poderá realizar uma avaliação, mesmo a distância, e levar em consideração suas necessidades específicas antes de orientar sobre o melhor modo de perder peso.

Últimas notícias