Comer mais de uma fonte de carboidratos por refeição é um problema?

Além de macarrão, arroz e batata, frutas e legumes têm carboidratos. O problema não é misturá-los no prato, mas, sim, exagerar na quantidade

atualizado 11/03/2019 17:07

marilyna, Istock

Os carboidratos são uma fonte de energia rápida para as células do corpo humano. Facilmente digeridos, eles aumentam a disposição logo após seu consumo. Alguns exemplos de alimentos ricos em carboidratos são pães, massas e arroz. No entanto, todos os vegetais e frutas também os possuem, bem como os alimentos lácteos, tipo iogurte, leite e queijos.

A diferença, no entanto, está na composição de cada tipo de carboidrato. Alguns têm a digestão mais lenta, no caso de carboidratos mais complexos, que têm mais fibras, como o macarrão integral, os cereais, a lentilha e o grão de bico, dando uma sensação maior de saciedade. Já alimentos com carboidratos simples, como o açúcar refinado, o mel, as geleias, a uva passa, o arroz, o refrigerante, entre outros, têm digestão mais rápida. Isso acaba causando picos de insulina e glicose na corrente sanguínea, aumentando, em alguns casos, a incidência de doenças e o sobrepeso.

Segundo o nutricionista Bruno Fischer, não existe problema em misturar carboidratos, pois o nosso corpo é dotado de enzimas que quebram e utilizam diferentes tipos deles, como amido, frutose ou lactose. A exceção acontece no caso de pessoas alérgicas ou intolerantes. “O problema não está em misturar e sim em comer uma quantidade muito grande ao longo do dia, o que poderá tornar a dieta demasiadamente calórica”, aponta o especialista.

Mesmo sabendo que os carboidratos são importantes para manter uma alimentação equilibrada, algumas pessoas têm receio de comer mais de um tipo na mesma refeição. No entanto, é preciso entender que, ao final, todos se transformam em glicose. “Comer tipos diferentes de carboidratos nos possibilita ter a ingestão de outros micronutrientes, como vitaminas, minerais e fitoquímicos. Isso não precisa ser feito na mesma refeição, pode ser feito ao longo do dia, mas também não há problema em misturar”, esclarece Fisher.

(Com informações do Portal Tua Saúde.)

Últimas notícias