Como começar a correr? Confira dicas de experts e onde praticar no DF

Com diversos benefícios para a saúde, a prática ganhou adeptos na pandemia

atualizado 20/09/2021 12:56

Homem amarra cadarço de tênis esportivoFilipe Cardoso/Especial Metrópoles

Não é raro, bastando dar uma volta na cidade, encontrar pessoas praticando corrida de rua. A modalidade esportiva ganha cada vez mais adeptos e foi uma das alternativas à academia durante a pandemia de Covid-19. E o esporte entrou de vez no coração dos brasileiros. Segundo uma pesquisa realizada pelo Google entre março e novembro de 2020, houve um aumento de 18% na procura por essa atividade física.

0

 

De acordo com um estudo publicado pela Medicine In Science Sports & Exercise, correr pode trazer uma série de benefícios à saúde, como prevenir obesidade, doenças do coração, diabetes tipo 2, derrame e até alguns tipos de câncer. Além disso, o esporte ajuda a fortalecer joelhos, juntas e ossos. E mais: pode ser um aliado na perda de peso.

Não bastassem essas vantagens, a corrida ainda é uma atividade de baixo custo, já que não é preciso investir altos valores em equipamentos ou locais para treinar:  ela pode ser feita por qualquer pessoa e em qualquer lugar. Porém, nem por isso precisa ser realizada sem os devidos cuidados. “Diferentemente do que muitas pessoas pensam e imaginam, correr não é só por um tênis no pé e sair correndo por aí”, ressalta o treinador de corrida e triathlon da Time Assessoria Esportiva Filipe Aragão. A primeira orientação do especialista é para que se busque um profissional. É ele quem dará as orientações iniciais com segurança.

“A corrida de rua é uma excelente modalidade, tem um gasto calórico bem alto para quem quer emagrecer e gera aquela produção hormonal que deixa a pessoa com sensação de bem-estar. Mas, ao mesmo tempo,  proporciona muito impacto para todas as articulações e musculatura, portanto, deve ser orientada”, explica Aragão.

Como começar a correr?

Para os iniciantes, a treinadora do clube de corrida do Iate Clube Márcia Rosa faz as seguintes recomendações:

  • Comece fazendo corridas intercaladas: um tempo menor correndo e um maior caminhando. Com o tempo, intercale esse período;
  • Não é necessário ter o tênis mais caro. Dê preferência a um modelo confortável;
  • Não corra longos percursos. “Se você está começando, o ideal é que esse percurso seja de 2km a 3km. A gente entende que dá aquela empolgação, mas o melhor, para a saúde do seu corpo, não vai ser correr longas distâncias”, recomenda a especialista, que também é treinadora na assessoria esportiva MR Runners;
  • Pratique em períodos do dia em que a temperatura seja mais amena, no fim da tarde ou a noite, por exemplo;
  • Escolha roupas leves e que dê uma maior mobilidade ao seu corpo;
  • Procure um profissional que ajude a manter uma alimentação focada em aprimorar seu desempenho;
  • Mantenha uma rotina de corridas de duas a três vezes na semana;
  • Tenha companhia. Vocês se motivam e o treino pode ficar mais leve e divertido.

O treinador Filipe Aragão sugere um aquecimento antes de começar a correr. “Basicamente, comece a atividade devagar. Inicie com uma caminhada leve por alguns minutos e, depois, a corrida”, ressalta. Quando terminar, a indicação do especialista é realizar um alongamento que não force muito, “somente para auxiliar na recuperação muscular”.

Mais uma dica do expert é a monitoração do treino, válida para iniciantes e para quem já corre a mais tempo. “Nem que seja, pelo menos, um relógio ou o auxílio do celular com um monitor cardíaco para se ter uma noção do esforço que você e seu corpo estão fazendo”, recomenda Aragão. O especialista também pede para que seja feito um teste cardiorrespiratório e um check-up de exames antes começar a rotina atlética.

Alimentação adequada

Assim como para todo exercício físico, o cuidado com a alimentação também é essencial nessa modalidade. “Ela se torna um fator extremamente importante para alcançar um bom desempenho na corrida, seja durante, para ajudar a evitar lesões, seja no pré-treino”, esclarece a nutricionista esportiva Priscila Rodrigues.

Para o pré-treino, a médica indica uma alimentação à base de carboidrato e um pouco de proteína. A dica é investir em pão, cuscuz, fruta, aveia, carne, frango desfiado, atum, ovos e whey protein, por exemplo. Para o pós, a expert propõe a mesma fonte proteica: carboidrato e proteína. “Durante a corrida, se for algo mais extenuante ou alguém que não esteja habituado, recomendo o uso de gel, água ou isotônico. Caso seja mais tranquilinha, a água já basta”, conta, sobre a importância da hidratação durante a prática.

Onde correr em Brasília

Para quem já quer começar e ter um grupo para compartilhar dos mesmos interesses, Brasília conta com diversos Clubes de Corrida, com acompanhamento e prática individualizada.

Confira alguns:

Time Assessoria
Tel.: (61) 3037-3310
Site: https://timeassessoria.com.br/

Márcia Rosa Runners
Tel.: (61) 98106-2613
Site: https://marciarosarunners.com.br/

Grupo Hiperatividade
Tel.: (61) 98210-8224 ou (61) 98593-5874
Site: https://ghiperativo.com.br/

Clube de Corrida do Iate Clube
Tel.: (61) 3329-8752/8753
Site: https://www.iateclubedebrasilia.com.br/2021/02/05/faca-parte-do-clube-de-corrida-do-iate/

A capital também possui diversos parques e áreas comuns para corredores, como:

  • Parque Olhos D’Água – 214 Asa Norte
  • Parque Jequitibás – Sobradinho, quadras 10 e 11
  • Parque Ecológico de Águas Claras
  • Parque da Cidade
  • Parque Três Meninas – Samambaia, quadras 609 e 611
  • Taguaparque – Taguatinga, no Pistão Norte

Quer ficar por dentro das novidades de astrologia, moda, beleza, bem-estar e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesastrologia

Últimas notícias