Covid-19: vacina de Oxford estará pronta em outubro no “melhor cenário”

O professor Adrian Hill, do Instituto Jenner, descartou a possibilidade de a imunização ser distribuída em setembro

agulha com vacinaTalaj, Istock

atualizado 23/06/2020 12:53

O diretor do Instituto Jenner, da Universidade de Oxford, Adrian Hill, disse nesta segunda-feira (22/06) que, no “melhor cenário”, a vacina contra o coronavírus estará pronta para distribuição em outubro. O centro de pesquisa é responsável pela vacina de Oxford, a que é considerada, até aqui, a mais avançada em processo de produção.

No início do mês, Pascal Soriot, diretor executivo da AstraZeneca – empresa farmacêutica parceira no projeto – havia afirmado que as primeiras doses seriam entregues ainda em setembro. No entanto, o responsável pelo Instituto Jenner reforça que quer estar seguro dos resultados da terceira e última fase de testes da imunização antes de iniciar a produção.

O declínio do número de casos de Covid-19 no Reino Unido fez com que a última etapa de testes clínicos, com cerca de 10 mil voluntários saudáveis, fosse direcionada para o Brasil, onde a curva epidemiológica ainda é ascendente e os resultados poderão ser mais assertivos. A situação pode atrasar os resultados em um mês.

Em webinar da Sociedade Espanhola de Reumatologia, Hill disse que o “melhor cenário” seria ter  os resultados em agosto e setembro para que as entregas comecem a partir de outubro. Os cientistas querem garantir a imunização antes do inverno na Grã-Bretanha para evitar um segundo pico de casos de coronavírus simultâneo à temporada de gripe no país. (Com informações do The Sun)

Últimas notícias