Coronavírus: barba lenhador não combina com máscara. Entenda

Os pelos no rosto atrapalham a vedação do modelo considerado como o mais adequado para evitar o contágio da doença

atualizado 29/02/2020 11:13

Moisés Dias/Metrópoles

O visual hipster, que deu origem a todo um mercado de cuidados masculinos com a aparência, não é o mais adequado para os homens que estão na linha de frente do combate ao coronavírus.

Os pelos no rosto atrapalham a vedação da máscara N95, modelo considerado o mais adequado para profissionais de saúde evitarem o contágio da doença. “A máscara deve ficar vedada ao rosto e os pelos atrapalham essa vedação”, explica o infectologista André Bon, do Hospital Brasília.

Um infográfico feito pelo CDC – o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, dos Estados Unidos, mostra quais são os modelos de barba, cavanhaque e bigode que podem ser usados com as máscaras sem impedir a proteção. De acordo com o Daily Mail, o infográfico é de 2017, mas voltou a circular em redes sociais depois que o novo vírus saiu do continente asiático e está se espalhando pelo mundo.

Apenas bigodes, costeletas e cavanhaques muito discretos, que não atrapalham o contato da área de vedação, podem ser usados com as máscaras.

A emergência da doença transformou as máscaras faciais em um dos assuntos mais debatidos nas conversas diárias. Na quinta-feira (27/02/2020), a OMS explicou que as máscaras de proteção são mais eficientes para evitar que quem está contaminado repasse a doença do que para proteger as pessoas que não têm o vírus.

Há um temor generalizado de que as máscaras se esgotem e, para checar como estão os estoques nacionais, a Anvisa pediu que os fabricantes informem a quantidade que possuem em estoque.

Últimas notícias