Restaurante Afeto reúne pratos gostosos e bem feitos na Quituart

Menu é enxuto e certeiro composto por receitas cheias de memórias, como o croquete de vatapá e a moela caipira

atualizado 17/01/2022 17:40

Foto: Luciana Barbo

Instalada no canteiro central à altura da QI 10, no Lago Norte, a Quituart é um celeiro de talentos, alguns deles bastante conhecidos na cidade. Foi lá que surgiram empreendimentos que depois tomaram mais corpo e expandiram os horizontes pela cidade. Quer exemplos? A pizzaria Baco, o saudoso restaurante Alice, a Toca do Chopp e, mais recentemente, o Le Birosque, a Iacina e o Afeto.

Fui conhecer este último no fim de semana porque estava bem curiosa para provar os sabores da chef Babi Frazão. Aos 29 anos, ela passou 8 anos lecionando no Senac e antes de investir no próprio espaço, era a titular da confeitaria no Fora dos Eixos, curso de formação de cozinheiros do estúdio gastronômico Henrique Salsano. Em cozinhas profissionais, a jovem tem passagens pelo Maní, D.O.M e pelo Pujol, considerado um dos melhores restaurantes da América Latina.

O menu do Afeto é curtinho, seguindo a tendência que já vinha sendo adotada por chefs experientes e que se tornou mais presente por conta da pandemia. Os itens escolhidos seguem a linha da comfort food, da comida caseira, amorosa e cheia de memórias. Esta também é uma tendência mundial, que já temos falado muito por aqui.

Entrada, principal e sobremesa

Para começar a refeição, há opções de petiscos que caem muito bem com uma cervejinha bem gelada ou um vinho igualmente refrescante. O croquete de vatapá é “um pedacinho da Bahia no Cerrado”. Mas eu diria que é ainda uma gostosura cremosa, para comer de uma tacada só, saboreando cada nuance de sabor, do camarão ao leite de coco, ao dendê e ao coentro que compõe o aioli caseiro. A porção sai a R$ 39 com cinco unidades.

Já disse aqui que não sou lá muito fã de miúdos, mas ultimamente tenho provado alguns preparos que me fazer querer mudar de ideia. Nesta visita, apostei as minhas fichas na moela caipira (R$ 33), que não decepcionou. Tanto a textura e o sabor da carne quanto essas mesmas características do molho reduzido com cachaça me deixaram com vontade de pedir outra rodada. Mas deixei para a próxima, tendo em vista que ainda tinha uma caminho a percorrer com o prato principal e a sobremesa.

Nas entradinhas, ainda é possível pedir pastel, de bacalhau (R$ 29) ou de carne seca com abóbora (R$ 25), mini hambúrguer (R$ 26) e batata frita (R$15). A chef promete pelos menos mais três acepipes para as próximas semanas. “A Quituart tem um público muito específico, que adora petiscar”, me disse Babi para justificar o aumento no menu.

Para a etapa principal, estava de olho grande em cima dos tentáculos de polvo, servidos com arroz do próprio molusco, açafrão espanhol e ervas (R$ 89). Mas, como cheguei mais tarde, as porções disponíveis já haviam acabado. Taí um bom motivo para voltar nas próximas semanas. Adoro polvo!

0

A minha segunda opção era o cupim braseado com batata montada em finas camadas e gratinada, cebola e cenoura caramelizadas (R$ 69). Achei a carne com uma boa textura, embora não estivesse desmanchando, molho viscoso e gostoso. O único senão vai para a batata, que poderia estar mais al dente. O sabor, no entanto, estava ótimo.

Ainda entre os principais, é possível escolher peixe do dia com molho de moqueca, farofa de alho com dendê e purê de abóbora (R$ 69); picadinho de filé servido com ovo, farofa de banana e batata frita (R$ 59); e massa curta ao molho creme de leite fresco, funghi e cogumelos salteados, servida com salada cítrica de agrião (R$ 39).

As sobremesas passam pelo crème brulée de doce de leite com sorvete de leite elaborado pela Sorbê (R$ 25), que eu achei muito boa ideia, e pelo Bolo de coco também com gelato leitoso (R$ 22). A terceira opção é uma bola de sorvete do dia (R$ 15), que varia a cada semana.

Para acompanhar a comida, o menu traz ainda uma pequena oferta de drinques. O Afeto (R$ 29) traz Aperol, vodca, cranberry e limão. Tem ainda caipirinha de limão ou com frutas da estação e gim tônica com pepino, limão e alecrim.

Por ora, tenho a dizer que o trabalho da Babi merece ser observado. A comida é bem feita e delicada, como aquele doce cafuné de vó.

Serviço:
Afeto Restaurante
Quituart – SHIN QI 10, canteiro central, Lago Norte
Sábados, domingos e feriados, das 12h às 16h30

Para mais dicas de gastronomia, siga @lucianabarbo no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias