Fique por dentro dos restaurantes que vão abrir em Brasília neste 2022

Com mercado aquecido, a cidade vai receber nos próximos meses várias casas novas e com propostas diversificadas

atualizado 05/01/2022 12:42

Acervo Pessoal

A maré está para peixe, mas também para carnes, massas e muitos sabores. Afinal de contas, o mercado gastronômico vem se recuperando e os próximos meses prometem nos brindar com inaugurações de novos empreendimentos.

Como eu tenho o costume de lembrar, Brasília vibra e deixou há muito tempo de ser uma capital política, que vive em torno da Esplanada dos Ministérios. Talvez o resto do Brasil ainda não entenda o nosso borogodó, mas isso é só uma questão de tempo e de um forte trabalho de marketing e divulgação. Na música, no cinema e em outras vertentes artísticas, somos grandes. Na gastronomia, não há como negar a nossa importância. Então, avante, porque ganha quem anda pra frente e mais rápido.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0
Mané,

Não tenho dúvidas de que o Mané, o mercado vírgula, é o empreendimento que mais tem despertado a curiosidade dos amantes de gastronomia nos últimos meses. Prevista inicialmente para o início da segunda quinzena de janeiro, a inauguração foi adiada por conta de alguns atrasos de equipamentos. Em tempos de pandemia, empresários de todos os segmentos têm sofrido com os prazos de seus fornecedores, então o que nos resta é aguardar até fevereiro para conferir as 17 operações que vão compartilhar o espaço ao lado do estádio Mané Garrincha, sob a batuta do grupo R2.

Aliás, eu conto aqui em primeira mão que o projeto acaba de ganhar mais um nome conhecido de Brasília. O chef Paulo Tarso vai ocupar dois espaços do Mané. O primeiro será destinado à marca de estrogonofe criada por ele durante a pandemia e que até agora funcionou apenas como delivery. “Vamos ter as receitas tradicionais, como a de carne, frango e camarão, mas também a possibilidade de personalizá-las. O preparo também será realizado na hora, na frente do cliente, de forma bem artesanal”, antecipa o chef. A outra operação será um sushi bar. “Queremos uma comida de muita qualidade, com ingredientes bem frescos. O menu será enxuto, com opções mais acessíveis e algumas mais sofisticadas com itens como foie gras”, garante Paulo Tarso. Ele também prepara a abertura do seu Mosaico na Chapada dos Veadeiros para este ano.

Estreante em loja física, a Tudo do Porco também promete fazer sucesso no Mané com seus embutidos. Criada como escola e charcutaria artesanal, a marca terá uma câmara de maturação própria dentro de seu espaço. “Também vamos vender itens importados como o jámon espanhol e teremos no menu sanduíche clássico de mortadela, entre outras receitas”, afirma Pedro Nunes, um dos sócios.

Outra novidade no empreendimento do grupo R2 é a Casa Singular, de Polyana Parenti, que vai levar ao complexo peças voltadas para a montagem de lindas mesas de refeição. Leia-se aí louças em formatos variados, talheres, copos, taças, jogos americanos e guardanapos. A curadoria levará em consideração não somente a beleza e exclusividade dos itens, mas também dará preferência para o trabalho de artesãos locais. Ah, e claro que a loja terá um acervo de peças em homenagem a Brasília, afinal de contas, o local será frequentado por turistas e amantes da capital. Aposto que vou me apaixonar.

Na 104 Sul

Já tem dono o ponto do Carpe Diem na 104 Sul. Quem assumiu o imóvel, desocupado em dezembro, foram Guto e Luiza Jabour e seus sócios Bianca Gregório e Thiago Lyra. No local, vai funcionar a Casa Almería, uma espécie de spin-off do restaurante que já faz sucesso no Clube de Golfe. “Vamos reunir vários produtos deliciosos que fazem parte dos preparos do Almería para que as pessoas possam levar para casa. Além do empório, vamos agregar uma padaria bem bacana, com panificação artesanal”, conta Guto, em primeira mão para o Metrópoles. A casa também vai ter atendimento à mesa, do café da manhã ao jantar.

Que Pasta

Ficou para o início de fevereiro a abertura do Que Pasta, no Iguatemi Brasília. Instalada na praça de alimentação, a casa pretende ser um marco positivo para o segmento de fast food e autosserviço com massas artesanais de alta qualidade a um preço acessível. Quem comanda o negócio é André Sampaio, que também gerencia atualmente o Totti; e a sommelière Ana Clara Carvalho.

“A ideia é que levemos o modelo de negócio para outros lugares de Brasília, e quem sabe, daqui um tempo, para SP e outras cidades”, afirma Sampaio. O menu criado pelo chef Wesley Batista, que trabalhou no Gero e no ‘A Mano, é baseado em três molhos clássicos da cozinha, o pomodoro, o branco e o roti. Mais do que atender os frequentadores do shopping, a ideia é também estar no iFood, para entregar as refeições no Lago Norte, Noroeste e Asa Norte. O preço vai girar em torno dos R$ 40.

André também está envolvido com a abertura do Greta, restaurante grego que deve começar a funcionar ainda em janeiro, na comercial da Qi 9 do Lago Sul, no mesmo ponto que pertenceu ao Marietta Café. Neste empreendimento, o chef Vitor Luiz, que passou pelo Wine Garden, vai preparar pratos com bastante azeite, frutos do mar, cordeiro, iogurte, queijos feta e de cabra, entre outros ingredientes típicos da cozinha mediterrânea. Já estou salivando, aliás.

Kinjo

Fevereiro promete ser um mês bem agitado para o chef Marco Espinoza. Isso porque, além de inaugurar o Lima e o Meu Galeto, no Mané, ele estará às voltas com a abertura do Kinjo, seu restaurante peruano com influências japonesas, no CasaPark. O meu está sendo preparado por ele e pelo chef nipo-peruano Ron Castillo Chavez.

No Noroeste

Vencedor da última edição do reality Top Chef, Giovanni Renê estará de volta a Brasília este ano. Pupilo do francês Eric Jacquin, ele comandou o Genèse no Noroeste desde a abertura até o ano passado. Ainda no primeiro semestre, ele inaugura uma casa no mesmo bairro. “Vai ser bistrô pequenino só com comida autoral e criativa. Os pratos serão todos para compartilhar com uma pegada bem brasileira”, adianta o chef. Ele só não pode contar ainda o nome, mas já, já, eu descubro e falo pra vocês.

E tem mais

A Fazenda Churrascada já funciona em esquema de soft open, no Clube de Golfe. Sob o comando da chef Paula Labaki, a casa abriu as portas de mansinho nos últimos dias de 2021. Nos próximos dias, soltarei uma resenha sobre o lugar. Aguardem.

Ainda no primeiro semestre, entra em funcionamento a nova unidade da Chicago Prime no Pontão do Lago Sul.

O chef Salvatore Loi também promete uma casa para Brasília e, quem sabe, um outro grande chef venha ocupar o ponto do antigo Piantas, na 403 Sul. Estou de olho e conto tudo para vocês!

Mais lidas
Últimas notícias