Fraga e Rollemberg trocam acusações sobre condenações judiciais

Tema foi levantado após o atual governador comentar sentença dada pela Justiça nesta segunda (24/9). Fraga rebateu o ataque

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 25/09/2018 8:48

A troca de farpas entre o governador, Rodrigo Rollemberg (PSB), que concorre à reeleição, e o candidato ao GDF Alberto Fraga (DEM) foi um dos momentos mais quentes do debate Metrópoles entre os postulantes ao Palácio do Buriti.

Realizado na noite desta segunda-feira (24/9), no auditório do Sindicato dos Bancários, o evento mostrou como está o tom da campanha pela principal cadeira do organograma do Buriti na reta final da busca por votos.

Veja a íntegra do debate

 

Ao ser avisado pelo socialista sobre a condenação no processo em que é acusado de pedir propina enquanto ocupava o cargo de secretário de Transportes, durante o governo de José Roberto Arruda, o democrata rebateu o atual gestor, a quem acusou de também ter sido condenado em processo de quando ocupava a Secretaria de Turismo na gestão de Cristovam Buarque.

“Realmente, teve uma condenação, igual àquela que você teve nas eleições passadas, mas conseguiu recorrer. Impressionante. Passaram-se 12 anos e agora, em dois dias, me condenaram. É um processo político. Nós sabemos da eficiência da sua família na Justiça. Tem seu nome citado na Lava Jato, cuidado. Nós sabemos como a Justiça funciona”, disparou.

Como réplica, Rollemberg desmentiu a versão do adversário. “Fraga, não respondo a nenhum processo. Deve ter sido difícil para você, que é um coronel da Polícia Militar. Vi você dizendo que um subsecretário ganhava mais propina que você. Respeita o povo, Fraga”, ironizou o candidato à reeleição, citando o bordão do militar da reserva.

Para Fraga, a postura do atual comandante do Palácio do Buriti reflete o resultado das recentes pesquisas de intenção de voto. “Isso tudo é o desespero batendo na porta de um governador que tem a máquina na mão e está em quarto lugar nas pesquisas. O Pinóquio tem o nariz grande, e a mentira tem pernas curtas. A política não pode ser baixa. Essa condenação foi produzida [contra mim] por esse governo”, atacou.

Rede de emissoras
Durante três horas, nove candidatos ao GDF se enfrentaram no debate. Pela primeira vez na história do DF, formou-se uma rede de emissoras parceiras que, ao lado do Metrópoles, transmitiram o evento, simultaneamente e ao vivo.

Além do site e dos perfis do portal no Facebook, no YouTube e no Twitter, o brasiliense acompanhou o embate de ideias pela Metrópoles FM (104,1) e rádios Redentor AM (110), Atividade FM (107,1), Jovem Pan Brasília FM (106,3), Supra FM (90,9), JK FM (102,7) e JK AM (1410).

Participaram desta rodada: Alberto Fraga (DEM), Alexandre Guerra (Novo), Eliana Pedrosa (Pros), Fátima Sousa (PSol), general Paulo Chagas (PRP), Ibaneis Rocha (MDB), Júlio Miragaya (PT), Rodrigo Rollemberg (PSB) e Rogério Rosso (PSD).

Últimas notícias