BRB assumirá, em 60 dias, parte de serviços prestados pelo Detran

O Banco de Brasília será responsável por ações como emissão de multas, segunda via de documentos e da CNH, entre outros

atualizado 20/02/2020 9:40

MICHAEL MELO/METRÓPOLES

O Banco de Brasília (BRB) vai assumir serviços hoje prestados à população pelo Departamento de Trânsito (Detran-DF), como a emissão de segunda via de documento, da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e de multas, além da transferência de veículos. Horas após o governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciar a mudança, o BRB começou a fase de planejamento do processo.

A instituição financeira calcula que começará a prestar esses serviços em 60 dias. A previsão é modernizar todo o sistema do Detran, dar opções de o usuário resolver os problemas pelo celular, além de mudanças nas estruturas físicas. “Vamos seguir o modelo do Sistema de Bilhetagem Automática. Vamos modernizar as lojas e prestar um serviço de melhor qualidade”, afirmou o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.

O anúncio sobre a mudança foi realizado por Ibaneis Rocha nessa quarta-feira (19/02/2020), diante das reclamações da população sobre a má qualidade dos serviços prestados pela autarquia. Os usuários reclamam das filas para atendimento, que chegam a ultrapassar duas horas, e das constantes quedas de sistema.

Assim, o governador optou pela mudança, seguindo a mesma tática adotada para a bilhetagem, quando tirou a função do antigo DFTrans e a delegou ao BRB.

Segundo o GDF, a ideia é transferir a maior quantidade possível de serviços financeiros para o banco, dentro dos limites legais, a exemplo de pagamentos.

Na ocasião, o chefe do Executivo local também anunciou o nome do novo diretor-geral do órgão: o procurador do DF Zélio Maia da Rocha. Ele entra no lugar de Alírio Neto, que havia sido exonerado, a pedido, na semana passada.

Servidores

Ainda não foi divulgado se haverá alguma mudança no quadro de servidores do Detran ou como eles atuariam nesse processo de mudança. O Metrópoles entrou em contato com o Sindicato dos Servidores do Detran (Sindetran-DF) e o presidente da entidade, Fábio Medeiros, disse acreditar que o BRB será só mais uma opção para o usuário.

“A gente não tem conhecimento do projeto, mas assumir o atendimento seria além da terceirização, seria ‘quarterizar’ o atendimento do Detran, o que não é possível. Penso que seja uma medida para facilitar as formas de pagamento para que o cidadão não precise ir ao Detran. Seria uma opção, mas ainda não tivemos acesso ao projeto, isso tudo é suposição”, ressaltou.

Por meio de nota, a Assessoria de Comunicação do Detran-DF informou que as questões sobre as mudanças só poderão ser respondidas pela autarquia com a chegada do novo diretor-geral. Segundo a comunicação, reuniões entre o GDF e o BRB, definirão os encaminhamentos necessários.

Problemas

A autarquia reconheceu que o sistema vem apresentando inconsistências devido a falhas internas e na comunicação com outros sites públicos.

“Essas inconsistências atrasam a realização dos serviços de transferência de propriedade de veículos, transferência de unidade da Federação, emissão de Certificado de Registro do Veículo (CRV) e de Certificado de Registro e Licenciamento (CRLV), alteração de características no veículo e troca de placa para o padrão Mercosul”, disse.

O Detran informou ainda que tem trabalhado em outras frentes para reduzir as filas nos postos de atendimento. “Na última semana, instituímos um grupo de trabalho para discutir a possibilidade da implantação do autoatendimento (totens), com a finalidade de oferecer serviços relativos aos setores de veículo e habilitação e que possam ser realizados sem que o usuário precise passar por um atendente”, disse a assessoria.

Senhas de retorno

Além disso, o Detran disse ter algumas medidas para agilizar o atendimento. A autarquia considera a distribuição de novas senhas de retorno uma solução para os problemas.

“Desde o início da semana, nos momentos em que ocorrem problemas no sistema, os atendentes estão distribuindo senhas de retorno para que os usuários sejam atendidos no dia seguinte, sem a necessidade de nova senha. Além disso, os servidores estão anotando os dados dos usuários que precisam apenas emitir o documento, para que a equipe faça a impressão assim que o sistema voltar e o cidadão faça a retirada posterior, sem fila.”

O Detran afirmou ainda ao Metrópoles que dispõe de um portal em que 14 serviços podem ser realizados de forma on-line, sem que seja preciso se deslocar a um posto. “Outra opção é o Projeto Detran nas Cidades, que é unidade de atendimento móvel. No veículo, a população pode imprimir boletos, emitir o CRLV, alterar o endereço, fazer comunicado de venda e parcelar débitos”, completou.

Colaborou Victor Fuzeira

Últimas notícias