Marcas, ideias e pessoas que impactam no mundo da comunicação

O que as marcas devem considerar na hora de conquistar a Geração Z?

O relatório Culture Next 2022, realizado pelo Spotify, apresenta ao mercado publicitário conclusões de como engajar esse público

atualizado 25/08/2022 14:35

Reprodução/Culture Next

Com o objetivo de explorar as principais tendências de consumo de áudio da Geração Z e como isso impacta no mercado e no diálogo entre marcas e esses consumidores, foi divulgado recentemente no Brasil o relatório do Culture Next 2022 realizado pelo Spotify. 

Na quarta edição, o material traz as cinco principais tendências entre a Geração Z e o consumo de áudio digital, apresentando ao mercado publicitário as principais conclusões a respeito de como engajar esse público, conforme hábitos de audiência. Confira os destaques do relatório abaixo:

1- Fãs e criadores nunca estiveram tão próximos. A Geração Z está revolucionando a maneira como os criadores se relacionam com os fãs, transformando uma experiência unidirecional em uma relação mútua. No Brasil, 45% da Geração Z afirmou que se juntou a uma comunidade digital, como um subreddit ou discord para fãs de um criador específico. Hoje, os criadores oferecem experiências totalmente digitais para os maiores fãs, traçando o próprio caminho para a fama nesse processo.

2- Para se destacar, a Geração Z está sempre encontrando novas maneiras de expressar individualidade. A conhecida fluidez quando se trata de gênero, orientação sexual e política dessa geração também se reflete com a música. 58% desses brasileiros afirmaram que ouvem pelo menos um artista ou podcast que outras pessoas consideram como experimentais, pouco conhecidas ou de nicho.  

3- Audioterapia é uma tendência entre a Geração Z. Ao buscar processar todas as emoções, eles encontram no áudio, principalmente no podcast, esse apoio necessário. Mais da metade dos brasileiros de 18 a 24 anos ouve podcasts semanalmente. No Brasil, a Geração Z ouviu 111% mais podcasts sobre saúde mental no primeiro trimestre de 2022 do que em 2021.

4- Os podcasts geram intimidade com os ouvintes. Os Gz se sentem mais próximos aos apresentadores favoritos. Com isso, demonstram interesse em interagir com as marcas por anúncios personalizáveis. No Brasil, 46% adoram poder escolher o anúncio que vai ouvir em um serviço de streaming de áudio. Além disso, mais de 1/3 do público da Geração Z gosta de interagir com os anúncios.

5- A Geração Z é nostálgica, mas também pensa no futuro. No Brasil, 74% dos brasileiros adoram quando as marcas usam estilos antigos como músicas de outras gerações. Já 71% gostam quando elas produzem conteúdo ou produtos retrô.  Hoje em dia, para se conectarem com essa geração, as marcas precisam entender que a nostalgia tem várias nuances.

 

 

 

Mais lidas
Últimas notícias