Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Dermatologista ensina dicas eficazes para evitar as manchas da acne

Vale lembrar que a acne não é “coisa de adolescente”, os adultos também sofrem (e muito) com a condição. Veja os conselhos da dermatologista

atualizado 02/09/2021 14:50

Pele acneBoy Anupong/Getty Images

Quem tem acne provavelmente já se perguntou quando a condição chegará ao fim. Em alguns casos, mais do que interferir na autoestima, as protuberâncias doem e causam desconfortos. Se cutucados ou malcuidados, os pontos provocam manchas faciais. Vale lembrar que a queixa dermatológica não é “coisa de adolescente”, conforme costumam dizer. Os adultos também sofrem (e muito) com o problema.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a acne é uma das doenças de pele mais comuns em todo o mundo e a incidência tem aumentado com o tempo. Normalmente, as erupções cutâneas começam a surgir a partir dos 11 anos e podem persistir ou aparecer na fase adulta após os 25 ou 30 anos. Em entrevista à Glamour britânica, a dermatologista Anjali Mahto revelou que percebeu, no consultório, um boom de mulheres na faixa dos 20 aos 40 anos querendo por um fim no problema.

0

Depois de elencar quais alimentos são um verdadeiro veneno para a pele com acne, a coluna Claudia Meireles lista os conselhos de Anjali Mahto para minimizar as marcas decorrentes das protuberâncias. Confira!

Vezes dois

Limpar a cútis deve ser a principal etapa da rotina de skincare de quem possui acne. Além de remover a maquiagem e impurezas, a higienização ajuda a regular a produção de óleo e desentupir os poros bloqueados. “É muito importante limpar a pele duas vezes ao dia, de manhã e à noite, com um sabonete facial ou água micelar”, instruiu a expert. Atenção na hora de comprar os itens: Mahto adverte sobre optar por um produto desenvolvido para derme com tendência a manchas por trazer na fórmula ácido salicílico, zinco ou peróxido de benzoíla.

Lavar o rosto - skincare
Lavar o rosto duas vezes ao dia
Fogo cruzado

Integra o grupo da pele acneica? Ouça bem a orientação dos especialistas a respeito do hidratante para o rosto. Segundo os experts, deve-se evitar qualquer produto que possa bloquear os poros ou aumentar a produção de sebo. Ao mesmo tempo, garanta que a cútis não fique desidratada, porque a secura também tende a estimular a oleosidade. Se pensou que está no fogo cruzado, nada de pânico. Nesse caso, a alternativa é recorrer a um hidratante leve à base de gel e não comedogênico.

O dermatologista destacou que produtos formulados em gel e não comedogênicos costumam evitar a produção de cravos. “Mesmo a pele oleosa precisa de hidratação. Mantê-la equilibrada contribui com a barreira de proteção e é vital para a saúde da região”, alertou a médica à revista Glamour.

Anjali Mahto
A dermatologista Anjali Mahto escreveu o livro A Bíblia do Skincare
Processo importante

Ao longo da entrevista, Anjali Mahto bateu na tecla que a cútis com espinhas e cravos requer cuidados especiais. Ou seja, não dar importância à condição dermatológica só agrava o quadro. Caso não costume esfoliar a pele uma vez por semana, busque tornar isso um hábito, conforme frisa a profissional. “Assim, você removerá imediatamente as células mortas da superfície da derme, resultando em uma aparência mais brilhante”, atestou.

A longo prazo, a esfoliação reduzirá o desenvolvimento de cravos pretos. Fica o aviso de Mahto de não exagerar nessa etapa: “Caso contrário, você vai acabar irritando a pele”.

Mulher - pele - limpeza
A dermatologista aconselha a esfoliar a pele semanalmente
Fórmula poderosa

“Use um retinoide prescrito por um dermatologista. Tente passar o produto à noite antes de dormir por colaborar com a desobstrução dos poros e redução da formação de cravos e espinhas, sem contar que acalma as inflamações”, salientou a médica. Conhecido como vitamina A, o ativo quando aplicado estimula a renovação da camada mais superficial da cútis, que, muitas vezes, é a responsável por entupir os poros. Ao auxiliar na produção de fibras de colágeno e elastina, o retinol suaviza as cicatrizes e manchas.

rosto de mulher pele produto
Retinol é um produto indicado para a cútis com acne
Evitar?

Na avaliação de Mahto, as pessoas com pele acneica recebem instruções incorretas sobre o uso de maquiagem. “A acne pode causar efeitos profundos na autoestima, levando os pacientes a se sentirem extremamente envergonhados ou socialmente ansiosos com relação à cútis”, sustenta a especialista. Ela alega não haver necessidade de evitar os produtos de beleza: “Você tem acne? Se sim, sem problemas esconder as manchas, caso a medida te proporcione autoconfiança”.

Novamente, a médica ressalta sobre escolher os cosméticos certos ao tipo de pele: “Quando for adquirir os produtos da maquiagem, aposte em bases livres de óleo (oil-free) ou BB cream que fornecerão a cobertura ideal”.

Mulher - pele - acne - maquiagem
Pode usar maquiagem, mas é preciso ter cuidado com a fórmula dos produtos adquiridos
Cutucar

Segue mais um conselho de Anjali Mahto que certamente está cansado de ouvir, mas, às vezes, cai em tentação: “Nunca esprema as espinhas e cravos”. A dermatologista puxa a orelha de quem cutuca as erupções cutâneas. “Todos sabem que mexer gera danos à pele e pode potencialmente resultar em marcas de pigmentação ou de cicatrizes. É melhor recorrer a um tratamento prático para secar as protuberâncias, como aplicação de cosméticos ou adesivos”, alertou.

Pele - acne - mulher_2
Abandone o hábito de cutucar as espinhas
Sem resultados

“Dona e proprietária” de uma etiqueta de cosméticos, a cantora Rihanna pertence ao grupo da pele acneica. Questionada a respeito do problema dermatológico, a magnata da beleza pediu calma e compartilhou alguns truques de ouro. “Quando sinto que minha pele está doente, eu corto todo o álcool e exagero na água”, afirmou em entrevista à revista Cosmopolitan. Se não funcionar, ela passa para a tática que não tem erro: “O batom é essencial por desviar a atenção de quaisquer falhas”.

Cuidado!

Caso tenha acne grave e consistente, recomenda-se procurar um dermatologista para avaliar a condição e indicar terapêuticas adequadas. “Há um grande número de tratamentos que podem ser tentados, incluindo métodos faciais a vapor, peelings químicos, laser, antibióticos orais, agentes hormonais e terapias de luz”, reforçou Anjali Mahto. Mas, primeiro vale a pena experimentar os cremes tópicos, conforme orientou a expert.

Anjali Mahto costuma escutar sobre aplicar pasta de dente nas erupções cutâneas. Ela suplica para que abandone o hábito nocivo. “Pode ser uma solução rápida e barata com capacidade de secar a ventosa, mas todo o sódio e flúor são extremamente irritantes para a pele. Você tende a acabar com algo pior do que uma simples mancha”, alegou. Como já receitou anteriormente, a médica prescreve aplicar fórmulas à base de retinol, ácido salicílico ou peróxido de benzoíla.

Anjali Mahto
Recentemente, Anjali recebeu o prêmio de Melhor Dermatologista pela revista Marie Claire britânica

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias