No 10º dia de apagão, governo prevê novos horários de rodízio no Amapá

A expectativa do novo cronograma é de que o fornecimento de energia seja em turnos de três em três ou de quatro em quatro horas

atualizado 12/11/2020 12:12

protesto amapa falta energiaHugo Barreto/Metrópoles

Esta quinta-feira (12/11) marcas 10º dia desde o início do apagão que deixou 90% do Amapá sem energia. A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) prevê mudanças no cronograma de rodízio de fornecimento de energia. Apesar da promessa de anunciar o novo cronograma até a manhã desta quinta, a estatal ainda não se manifestou.

O rodízio, que antes era de seis em seis horas, passará a ser de três em três ou de quatro em quatro horas.

Segundo o Ministério de Minas e Energia (MME), ainda na quarta-feira (11/11), 80% do estado do Amapá passou a receber energia. No entanto, os moradores reclamam que, além da falta de informação, o atendimento apresenta falha nos horários previstos.

Segundo informações do G1, moradores de bairros da Zona Sul e também da Zona Norte relataram que têm energia em casa desde a quarta-feira, e não sofreram interrupção no fornecimento.

0

Apagão

O Sistema Interligado Nacional (SIN) pegou fogo no dia 3 de novembro e causou o corte no fornecimento para 90% da população do Amapá, cerca de 765 mil pessoas. Além do apagão, o incêndio provocou falhas no fornecimento de água potável, telecomunicações, prejuízos ao comércio e filas nos postos de combustíveis. O colapso fez com que a população, revoltada, organizasse diversas manifestações.

Com o impasse, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, atendeu ao pedido do  Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) e adiou as eleições municipais em Macapá, capital do estado. O ministro afirmou que “teve especial preocupação de ter certeza de que o TSE não estava sendo uma peça em um tabuleiro político que pudesse convir a um ou a outro o adiamento”.

Nos demais municípios do estado, o primeiro turno ocorrerá normalmente neste domingo (15/11).

Últimas notícias