Pacheco decidiu filiar-se ao PSD para ser candidato a presidente

Mas por enquanto ele nega

atualizado 21/10/2021 17:40

Rodrigo Pacheco presidente Senado Vinícius Schmidt/Metrópoles

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MG) deixará o DEM para filiar-se ao PSD do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, mas faz questão de continuar negando.

Para efeito do público externo, ele diz que não decidiu nada ainda, e que ACM Neto, ex-prefeito de Salvador e presidente do DEM, será o primeiro a saber. ACM Neto finge que acredita.

Para efeito do público interno, seus colegas de partido, amigos e senadores, Pacheco confirma que se filiará ao PSD na próxima semana ou na seguinte. Os detalhes estão sendo acertados.

O acerto com Kassab foi feito no início deste ano, em uma reunião sigilosa em Belo Horizonte. Kassab diz acreditar que Pacheco será a melhor alternativa a Lula e Bolsonaro.

O próprio Kassab disse isso a Lula ao reunir-se com ele em Brasília, recentemente. Pontuou também que, se Pacheco não disputar o segundo turno, o PSD apoiará Lula para derrotar Bolsonaro.

Pacheco nada tem a perder candidatando-se a presidente da República. Elegeu-se senador em 2018. Na pior das hipóteses, senador será até 2026.