Consumir leite pode causar osteoporose? Descubra se é mito ou verdade

De acordo com especialistas, o excesso de proteína deixaria o sangue mais ácido. Porém, a bebida oferece vários benefícios para a saúde

atualizado 29/12/2020 11:22

Leite Getty Images

Já é comum encontrar notícias que alegam que o leite seria capaz de aumentar os riscos de osteoporose, ao invés de prevenir a doença. A justificativa dos profissionais e defensores dessa linha é que, pelo fato de conter três vezes mais proteína que o leite materno, a bebida deixaria o sangue mais ácido.

Para alcançar o equilíbrio, com o sangue mais ácido, o organismo utilizaria mecanismos como retirada do cálcio de dentro dos nossos ossos, que posteriormente seria excretado pela urina. Esse mecanismo de fato acontece, mas o que não foi devidamente esclarecido é que alimentos com alto teor proteico também aumentam a absorção de cálcio no intestino.

Devido ao aumento da absorção de cálcio, a excreção desse mineral não fica comprometida e o metabolismo ósseo permanece íntegro. Alguns estudos apontaram o leite como responsável por osteoporose e outros malefícios, mas essas pesquisas não se sustentaram pela relação “causa-efeito” que precisa ser bem analisada.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Em estudos epidemiológicos, é possível encontrar vários benefícios do leite para saúde humana, recentemente, em um deles, foi publicado um trabalho em que mostrava a relação do consumo de produtos lácteos e leite com a redução de fraturas nos quadris.

Outro estudo mais específico, que utilizou técnicas mais sofisticadas de avaliação da saúde óssea, como turnover óssea ou densidade óssea, constatou a relação entre consumo de leite e maior massa óssea.

Em suma, se o indivíduo não possui nenhum tipo de alergia ou intolerância, não há motivo ou justificativa para se restringir do consumo de leite.

Mais lidas
Últimas notícias