Ex-assessor diz que Elizabeth estava “preparada” para morte de Philip

"Estável e calma", afirmou ex-assessor da família real sobre luto da rainha

atualizado 09/04/2021 17:15

Rainha Elizabeth II e príncipe PhilipGetty Images

Na manhã desta sexta-feira (9/4), o mundo acordou com a triste notícia do falecimento do príncipe Philip. A rainha Elizabeth II, porém, já estava se preparando para a morte do marido, sobretudo após os problemas de saúde que ele apresentou nos últimos meses. A informação foi confirmada à revista People por Charles Anson, ex-assessor de imprensa da realeza britânica.

Anson declarou que a rainha já tinha ponderado a possibilidade de ficar viúva várias vezes, mas “sempre tratou a ideia com bastante naturalidade”, características constantes do temperamento observadas ao longo de todos os anos de trabalho. “Ela teria pensado neste momento várias vezes, e seu jeito seria permanecer o mais firme e calma possível”, disse Anson. 

0

Anson descreveu o longo casamento dos dois, que estavam juntos desde 1947, como repleto de felicidade, e que o monarca cumpriu com seriedade o papel de apoio à rainha.

De acordo com o ex-assessor da casa real, a rainha da Inglaterra estará cercada de apoio da família pelos próximos dias, em que todos os deveres reais e assuntos de estado deverão ser colocados em pausa. Logo em seguida, a realeza britânica dará início a um novo período de luto de 30 dias.

Devido às restrições impostas pela atual pandemia de Covid-19, ainda não se sabe muitos detalhes sobre como acontecerá o funeral do duque de Edimburgo.

O príncipe Philip faria 100 anos daqui a 2 meses.

Últimas notícias