Morre príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, aos 99 anos

Philip faleceu nesta sexta-feira (9/4), mas a causa da morte ainda não foi revelada. O duque completaria 100 anos em 21 de junho deste ano

atualizado 09/04/2021 14:00

Duque de Edimburgo, príncipe PhilipSamir Hussein/ Samir Hussein/WireImage

O príncipe Philip, de 99 anos, faleceu nesta sexta-feira (9/4), segundo informações do Palácio de Buckingham. Ele completaria 100 em 21 de junho deste ano. A causa da morte ainda não foi revelada.

Confira post da conta oficial da família real britânica:

Internação

No dia (16/2), ele foi levado ao Hospital King Edward VII, em Londres, após se sentir mal. De acordo com o Palácio de Buckingham, a admissão na unidade médica foi por precaução e não havia indicativos de problemas graves de saúde. “O duque deve permanecer no hospital por alguns dias, sob observação e em repouso”, assinalou o comunicado.

Oito dias depois, em 23 de fevereiro, o Palácio divulgou que Philip estava cuidando de uma infecção. “Ele está confortável e respondendo ao tratamento, mas não deve deixar o hospital por vários dias”, divulgaram, na ocasião.

Outros detalhes sobre o problema não foram esclarecidos. Ressaltou-se apenas que a enfermidade não era relacionada à Covid-19. Tanto Philip quanto a rainha Elizabeth II receberam a vacina contra a doença em janeiro.

Enquanto se encontrava hospitalizado, o duque foi submetido a um procedimento no coração, devido a uma adversidade preexistente. O Palácio, à época, divulgou que ele permaneceria, em repouso e sob observação, para tratamento da infecção e para a intervenção cardíaca, por mais alguns dias.

Philip recebeu alta no dia 16 de março, após 28 dias de internação.

0

No Natal de 2011, o duque também foi submetido a tratamentos no coração. Após sentir fortes dores no peito e ser encaminhado ao hospital, o marido da rainha foi diagnosticado com uma artéria entupida. A condição foi resolvida com o implante de um stent, método que restabelece o fluxo sanguíneo no organismo.

Vida

Philip foi casado com a rainha Elizabeth II por 73 anos e teve quatro filhos: Charles, sucessor da monarca, Anne, Andrew e Edward. Ao firmar união com a esposa, ele passou a ser o duque de Edimburgo e a servir na marinha real britânica.

Ao todo, ele participou de 22 mil compromissos públicos oficiais desde a coroação de Elizabeth, em 1952. O trabalho real chegou ao fim em 2017, após 70 anos de serventia.

0

Em 21 de junho deste ano, o duque completaria 100 anos, se consagrando como o homem integrante da realeza britânica que viveu por mais tempo, em toda a história da Coroa.

Apesar do marco, fontes próximas à realeza, em entrevista ao The Telegraph, disseram que ele “não poderia imaginar nada pior”.

“Não tinha nenhum desejo. Pedaços de mim já estão caindo”, afirmou uma das fontes sobre o que o duque confidenciou. A esposa, por sua vez, é cinco anos mais nova e completa 95 anos em 21 de abril deste ano.

Covid-19

A Rainha Elizabeth II e o príncipe Philip receberam, em 9 de janeiro, a vacina contra o novo coronavírus. A informação foi comunicada em nota divulgada pelo Palácio de Buckingham, segundo registro da emissora britânica BBC News.

O imunizante (não se sabe qual o fabricante) foi administrado por um médico no Castelo de Windsor, residência da família real.

Durante a hospitalização de Philip, a rainha permaneceu cumprindo o distanciamento social, no Castelo de Windsor.

Últimas notícias