Atriz comenta cena que retrata bulimia de Lady Di em The Crown: “Honesta”

O distúrbio alimentar da princesa ganhou espaço na quarta temporada da série, que estrou nesse domingo (15/11)

atualizado 16/11/2020 17:03

Princesa DianaNeil Munns - PA Images/PA Images via Getty Images

Os distúrbios alimentares da falecida princesa Diana são retratados de modo comovente na série original da Netflix The Crown. Em uma das cenas, a atriz Emma Corrin, que interpreta a princesa Diana, aparece forçando o vômito após uma discussão com o príncipe Charles.

Emma comentou, em entrevista à Radio Times, que essa cena, assim como as outras que retratam o transtorno de Lady Di, foram mantidas no roteiro a pedido dela. “Eu senti que se estivéssemos tentando retratar a bulimia de uma forma honesta, teríamos que realmente mostrá-la – caso contrário, seria um desserviço para qualquer pessoa que já passou por isso”, disse.

Ao Daily Mail, a escritora e jornalista Ingrid Seward, especialista em cobertura da realeza britânica, acredita que os acontecimentos fizeram parte da história da princesa, mas podem ser ofensivos para espectadores mais sensíveis, por conta das cenas serem “muito explícitas”.

“Foi algo significativo em sua juventude, então, acho que precisava ser retratado de alguma forma. No entanto, não achei que fossem precisos tantos detalhes. Talvez, alguns momentos tenham sido um pouco exagerados”, afirmou.

0

Cientes da repercussão que as cenas poderiam ter, um porta-voz da Netflix declarou que “os produtores da série trabalharam em colaboração com a instituição de caridade para transtornos alimentares BEAT para garantir que sua interpretação da bulimia da princesa Diana fosse tratada com sensibilidade”.

A chefe de comunicações da instituição britânica, Rebecca Willgress, celebrou, em nota, a importância de retratar com seriedade assuntos delicados como a bulimia.

“Os transtornos alimentares são frequentemente mal interpretados como doenças mentais e crescem em silêncio. Nós acreditamos que retratos precisos e não glamorosos de transtornos alimentares na mídia podem ser uma forma útil de educar o público sobre a realidade deles, bem como encorajar qualquer pessoa afetada a procurar ajuda”, defende.

Aviso

Os três episódios que dão espaço para o transtorno alimentar de Lady Di incluem avisos sobre o conteúdo antes de terem início. “O episódio a seguir inclui cenas de um distúrbio alimentar que alguns telespectadores podem achar preocupante”, diz a mensagem.

 

Últimas notícias