Na Rota do Taco é viagem pela cultura e tradição de carnes no México

A série documental mexicana chama atenção pela narração voluptuosa dos tacos, apresentados a cada episódio

YouTube/ReproduçãoYouTube/Reprodução

atualizado 25/07/2019 20:24

“As melhores comidas do mundo são espaguete e taco al pastor“, garante uma menininha com o rosto pintado para o Dia de Muertos, no primeiro episódio de Na Rota do Taco. A série documental da Netflix, produzida no México, é uma grande homenagem à cultura, tradição e ao povo do país da América do Norte. Lindamente ambientados no cotidiano do cidadão, os episódios mostram como cada carne bem preparada faz a diferença – e divide opiniões – quando abraçada por uma aromática tortilla.

O diferencial dos seis episódios de meia hora é a narração, feita em primeira pessoa pelos próprios tacosal pastorcarnitas, Canasta, asada, barbacoa e guisado. Voluptuosamente, cada estrela descreve quem é, conta a que veio e remonta a história de cada preparo. O resultado é o maravilhamento de qualquer espectador com a mistura de culturas – mexicana e turca – que gerou o taco al pastor, o mais famoso da Cidade do México, ou com a tradição ancestral maia preservada no barbacoa.

YouTube/Reprodução
A estrela de cada episódio é a carne preparada para o taco: narração divertida

Se falta algo à série é justamente a interferência sempre muito bem-vinda dos narradores no roteiro. As entrevistas de cada pequeno documentário mostram visões de cozinheiros, consumidores e críticos gastronômicos sobre a carne em questão. É tanta opinião que o taco se perde entre outras falas, como se o divertido narrador da série Jane the Virgin faltasse o trabalho por vários episódios a fio: boa parte da graça está no discurso sem rosto, na única voz que se dirige diretamente ao espectador.

Os pequenos documentários se concentram bastante nos preparos de carne – uma senhora garante, a certa altura, que os mexicanos não gostam muito de comer legumes. É claro, nenhum entrevistado vai dar o segredo do próprio molho, mas falta contar um pouco mais sobre as tortillas. Os discos de milho são abordados brevemente nos episódios e não dão conta da explosão de cheiros, texturas e sabores que esta parte crucial do taco desperta. O cheiro e o gosto do carboidrato mais popular do México tornam-se inesquecíveis para qualquer turista. Ora, a série é mexicana, mas se apresenta globalmente no streaming. Deixar uma parte tão importante de lado talvez não tenha sido a melhor escolha.

Na Rota do Taco é dessas séries para comer com os olhos: tomadas lentas, descrições detalhadas de sabores e expressões maravilhadas após a primeira mordida fazem boa parte do conteúdo imagético dos episódios. Entre um taco e outro, tomadas belíssimas de paisagens cotidianas do país. Tão bonito e delicioso que é difícil terminar a série e não começar a procurar promoções de passagens para o México.

Avaliação: Bom

Últimas notícias