Noruega retoma restrições para conter novo avanço da Covid-19

Governo da Noruega demonstrou preocupação com a possível sobrecarga no sistema de saúde por causa da tendência de alta da Covid

atualizado 12/11/2021 16:43

Com o aumento de casos e hospitalizações por Covid-19, a Noruega vai retomar algumas restrições para tentar reduzir o avanço da doença no país. Serão adotadas medidas como a obrigatoriedade de testes em casos de suspeita da doença e a utilização do comprovante de vacinação.

Em comunicado oficial, realizado nesta sexta-feira (12/11), o governo norueguês demonstrou preocupação com uma possível sobrecarga no sistema de saúde devido à tendência de alta da disseminação do vírus. Atualmente, a Noruega registra uma média de 1,5 mil novos casos por dia e cerca de 4 óbitos.

O primeiro-ministro Jonas Gahr Støre afirmou que acompanha a situação e o aumento no número de internações está sendo levado a sério.

“Acreditamos que o mais necessário neste momento é que os municípios com muitas infecções, introduzam medidas locais de controle. Os líderes municipais assumiram grande responsabilidade e mostraram que podem dar respostas de forma rápida e eficaz”, disse Støre.

Ingvild Kjerkol, ministra da Saúde no país, ressaltou a importância do isolamento social nas áreas onde há maior número de casos e recomendou que todos façam testes se surgirem suspeitas de contaminação. Kjerkol também encorajou a vacinação entre a população.

O primeiro-ministro Jonas Gahr Støre afirmou que o comprovante de vacinação será exigido em espaços como cinemas, teatros e eventos esportivos. O político afirmou que a vacina está disponível a a todos, portanto o comprovante de vacinação pode passar a ser exigido para prevenir a disseminação do vírus.

Mais lidas
Últimas notícias