metropoles.com

Médico explica importância da massa muscular para a saúde

O endocrinologista Ronan Araujo afirma que a massa muscular protege o sistema imunológico e evita danos causados por radicais livres

atualizado

Compartilhar notícia

Getty Image
Imagem colorida de homem com massa muscular aparente - Metrópoles
1 de 1 Imagem colorida de homem com massa muscular aparente - Metrópoles - Foto: Getty Image

Foi-se o tempo em que treinar para ganhar músculo era apenas para fins estéticos. Além de definir o corpo e deixar as curvas mais aparentes, a massa muscular é responsável por diversas outras funções no nosso organismo e é essencial para manter a saúde.

As fibras dos músculos são capazes de produzir substâncias antioxidantes que protegem o DNA contra danos causados por radicais livres, por exemplo. De acordo com o endocrinologista e nutrólogo Ronan Araujo, as proteínas miocinas, que são produzidas pelas fibras musculares, desempenham importante papel na comunicação com outros tecidos do corpo e previnem inflamações crônicas.

Araujo explica ainda que, quanto maior a quantidade de massa muscular, menor é o risco de desenvolver doenças cardíacas. “Durante a contração muscular, há uma liberação de substâncias que têm efeito vasodilatador, ou seja, ajudam a expandir os vasos sanguíneos e melhorar o fluxo de sangue. Com isso, o coração precisa trabalhar menos para bombear o sangue, o que reduz o risco de doenças”, diz o endocrinologista.

Outro benefício que a massa magra pode propocionar é para a saúde óssea. Quando os músculos são estimulados por meio de atividades físicas, acontece um aumento da força e da densidade óssea, reduzindo o risco de fraturas e osteoporose.

Os músculos também são responsáveis por armazenar e queimar a energia — por isso, estão diretamente envolvidos no controle da glicemia e na sensibilidade do organismo à insulina. Quanto maior a quantidade de massa magra em um indivíduo, menores as chances de desenvolver doenças metabólicas, como a diabetes tipo 2.

Araujo chama a atenção para a importância de começar a investir na musculação desde cedo, uma vez que a perda de massa massa muscular é uma consequência natural do envelhecimento e começa a partir dos 30 anos.

“É importante que as pessoas comecem a se preocupar com o ganho de massa magra desde cedo, e apostem em atividades físicas e uma alimentação equilibrada. A prática regular de exercícios físicos que estimulem o ganho de massa muscular, como a musculação, pode ser uma excelente opção para quem busca uma vida mais saudável e ativa. Investir no ganho de massa magra desde cedo é uma forma de conquistar mais saúde e qualidade de vida”, diz o médico.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comSaúde

Você quer ficar por dentro das notícias de saúde mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações