Covid: 4ª dose da vacina aumenta imunidade em pessoas de 50 a 80 anos

Estudo mostra que os anticorpos contra o coronavírus aumentaram 2,2 vezes mais do que após a 3ª dose

atualizado 10/05/2022 18:09

Idoso sendo vacinado contra COVID-19 por profissional de saúde - MetrópolesGetty Images

De acordo com uma pesquisa encomendada pelo governo do Reino Unido e publicada na revista científica Lancet Infectious Diseases, uma quarta dose da vacina contra a Covid-19 aumenta ainda mais a imunidade contra a infecção provocada pelo coronavírus em pessoas com idades entre 50 e 80 anos.

O estudo testou os imunizantes da Pfizer e Moderna em 160 pessoas na faixa etária, e descobriu que o reforço aumenta em até sete vezes a quantidade de células T e em 2,2 vezes os anticorpos. Também não foram encontrados sinais que indiquem que a potência das vacinas diminui a cada dose extra.

Pessoas que já tinham níveis altos de anticorpos e células T antes de receber a quarta dose só tiveram um pequeno aumento da imunidade com a injeção.

Apesar dos resultados, os cientistas ainda não sabem se vale a pena vacinar populações mais jovens com o reforço, uma vez que já são menos propensos a casos graves.

0

“Nós sabíamos que era importante oferecer a quarta dose para os mais vulneráveis no começo do ano. esse novo estudo mostra que essa decisão foi correta, e dá confiança ao público que o reforço é seguro e mais efetivo do que a terceira dose”, afirma o professor Andrew Ustianowski, do Instituto Nacional para a Saúde e Pesquisa do Reino Unido. A instituição é uma das responsáveis pelo levantamento.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias