Covid-19: Sinovac vai incluir crianças e adolescentes em testes de vacina

Ela será testada em 552 pessoas de 3 a 17 anos do norte da China. A Anvisa ainda não recebeu a solicitação para ampliar o estudo no Brasil

atualizado 18/09/2020 12:13

Doutor Gustavo Romero, coordenador do estudo da vacina contra Covid-19 no Distrito Federal, mostra embalagem e seringa utilizada para a imunização - vacina covidJacqueline Lisboa/Especial Metrópoles

A farmacêutica chinesa Sinovac Biotech sinalizou que pretende expandir os testes clínicos de sua candidata à vacina contra o novo coronavírus para mais uma faixa etária. Crianças e adolescentes deverão ser incluídos no estudo até o final deste mês.

De acordo com um registro da empresa publicado nessa quarta-feira (16/9), 552 novos participantes saudáveis com idade entre 3 e 17 anos serão testados no norte da China. Assim como no grupo de adultos, eles receberão duas doses da injeção, podendo ser a vacina ou um placebo. Os cientistas querem avaliar a segurança e a eficácia do imunizante em pessoas mais jovens.

Atualmente, o estudo da vacina apelidada de Coronavac está na fase 3 – última antes de os resultados serem encaminhados para agências reguladoras –, com voluntários de 18 a 59 anos em vários países, incluindo o Brasil.

Doze centros de pesquisa brasileiros integram o trabalho coordenado pelo Instituto Butantan. O Distrito Federal é um deles, com 850 voluntários avaliados no Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB-EBSERH).

Procurada pelo Metrópoles, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que ainda não recebeu a solicitação da Sinovac para ampliar o estudo no Brasil. O Instituto Butantan afirmou que está ciente da expansão dos testes na China, mas ainda não pode afirmar se fará o mesmo. Tudo vai depender dos resultados no país asiático.

Na última semana, resultados preliminares de um estudo mostraram que a Coronavac pode não ser tão eficaz em idosos, pois induz respostas imunológicas mais fracas neles do que em pessoas jovens.

0

Últimas notícias