Carne vermelha, bacon e linguiça aumentam risco de câncer no reto

Segundo uma pesquisa divulgada no Reino Unido, o consumo de 76g desses alimentos já apresenta perigos à saúde

Photo by José Ignacio Pompé, UnsplashPhoto by José Ignacio Pompé, Unsplash

atualizado 18/04/2019 16:53

Mesmo quando consumida em pequenas quantidades, a carne vermelha e as processadas, como bacon e linguiça, podem aumentar a incidência de câncer no intestino ou no reto. Os dados foram divulgados nesta semana pela revista International Journal of Epidemiology. 

O estudou acompanhou 475 mil pessoas, entre 40 e 69 anos, ao longo de cinco anos. Nesse período, foram detectados no grupo 2.609 casos de tumor colorretal. Para levantar as informações, os voluntários responderam um questionário descrevendo suas rotinas alimentares. Depois de analisar o levantamento, os pesquisadores concluíram que quem consome diariamente pelo menos 76g de carne vermelha e/ou processada aumenta em 20% a chance de desenvolver esse tipo de tumor.

A NHS, o serviço de saúde nacional inglês, recomenda o consumo de até 90g de carne vermelha e/ou processada como parte de uma dieta saudável. Mas há décadas pesquisadores alertam sobre a redução de consumo desses produtos. ​Em 2015, a Agência Internacional para Pesquisa do Câncer, órgão ligado à Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgou um estudo parecido. Segundo os cientistas da instituição, o consumo diário de 50g de carne processada aumenta o risco de câncer no intestino grosso e reto em 18%.

Outros fatores de risco para o desenvolvimento de câncer são consumo excessivo de bebida alcoólica e a falta de uma dieta rica em frutas, legumes e fibras. (Com informações The Guardian)

Últimas notícias