Cinco alimentos que é melhor não colocar no carrinho do supermercado

É hora de reformular a lista de compras, excluindo dos hábitos alimentares aquilo que faz mal ao seu corpo. Veja a nossa lista de sugestões

JackF, Istock

atualizado 29/03/2019 16:00

Produtos industrializados certamente são os mais práticos. Será que é por isso que nos deixamos enganar, acreditando que eles podem até ser saudáveis, e insistimos em aceitá-los em nossas rotinas alimentares?

A lista de ingredientes dos alimentos industrializados inclui, principalmente, corantes, estabilizantes e açúcares – são os “não alimentos”. Também contém sódio em excesso, sempre presente e prejudicial à saúde. “Ao optar por ingredientes naturais e alimentos frescos, você não apenas enriquece as preparações como também dá mais sabor e valor nutricional à sua comida”, sugere a nutricionista Bruna Neuhauss.

Por isso, indicamos aqui alguns alimentos processados que, a partir de agora, você prometerá não trazer mais para casa:

Molho de tomate pronto: Tudo bem que basta aquecer e esparramar no macarrão. No entanto, essa praticidade toda tem um custo alto para a saúde. A lista de ingredientes do molho de tomate pronto chega a ter 12 componentes, entre eles glutamato monossódico, um realçador de sabor muito utilizado pela indústria. 

Macarrão instantâneo: Mais conhecido como miojo ou cup noodles, esse produto tem alto teor de sódio, gordura e conservantes. Antes de ser embalado, ele é frito para que fique pronto mais rápido. No entanto, isso aumenta consideravelmente a quantidade de calorias.

Salsicha: Esse produto é feito de partes dos ossos do boi, cartilagem e gorduras. As gorduras saturadas compõem cerca de 30% do produto. Elas estão associadas ao aumento dos níveis de colesterol e à elevação do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. As salsichas também têm sódio e conservantes na composição.

Achocolatados: Os de caixinha são ultraprocessados, o que significa que a lista de ingredientes vai muito além de leite e chocolate, contendo espessantes, aditivos químicos e gordura hidrogenada. Já os achocolatados em pó são praticamente 90% de açúcar.

Suco de caixinha: Há quem ache que está fazendo uma grande coisa ao trocar refrigerantes por sucos de caixinha. Não se enganem: tanto um quanto o outro são péssimos. O suco de caixinha contém mais da metade da quantidade diária de açúcar recomendada pela Organização Mundial da Saúde. Os sucos em pó, então, são ainda piores. A fórmula deles contém, em média, apenas 1% de fruta.

Últimas notícias