Atenção, pais! Crianças pequenas não devem comer iogurte colorido

O queijinho petit suisse ou iogurte colorido tem excesso de açúcar, corantes e conservantes. Veja receita saudável para substituí-lo

iStockiStock

atualizado 15/04/2019 17:42

Aquele famoso iogurte infantil, cuja propaganda garante que uma porção dele vale por um bifinho, não é uma comida recomendada para crianças até 4 anos. Isso porque na fórmula estão incluídos corantes, conservantes e grande quantidade de açúcar. “Não é um alimento indicado para crianças pequenas, têm excesso de açúcar, além de corantes, aromatizantes e conservantes”, afirma a pediatra Nathália Sarkis, do Hospital Santa Lúcia.

A pediatra acrescenta que, para crianças maiores, o iogurte colorido até pode ser incluído no cardápio, mas não deve ser dado como sobremesa pós-almoço. O cálcio presente na fórmula dificulta a absorção do ferro ingerido na refeição principal. “Não acho uma boa escolha e, de maneira nenhuma, vale como um bifinho”, reforça Nathália Sarkis. A recomendação médica é que as crianças só sejam apresentadas ao açúcar depois dos dois anos de idade. Antes disso, a indicação é que o sabor doce venha apenas das frutas. A partir de um ano de idade, além das frutas, o mel pode ser incluído no cardápio.

Receita
A nutricionista funcional Michelle Mendes, da Aliança Instituto de Oncologia, acrescenta que o iogurte tipo petit suisse é um alimento incluído na classe das guloseimas. “Não é como um iogurte, que pode fazer parte de um hábito diário, é algo que só deve ser comido excepcionalmente”, explica. De acordo com ela, mesmo para crianças a partir de 4 anos de idade devem ser feitas restrições. “A quantidade de açúcar presente na fórmula corresponde a 1/3 da recomendação máxima para a idade”, lembra.

Michelle Mendes indica uma alternativa caseira mais saudável: bater o iogurte natural integral, com banana congelada e morangos frescos. “A consistência fica bem parecida, é uma delícia”, aponta.

Últimas notícias