Após 1ª dose de Oxford ou Pfizer, chance de pegar Covid diminui em 65%

Estudo inglês mostra que há forte resposta imune em todas as faixas etárias depois de apenas uma dose dos imunizantes

atualizado 23/04/2021 17:54

vacinação contra a Covid-19 no DFArthur Menescal/Especial para Metrópoles

De acordo com um estudo feito pela Universidade de Oxford, em parceria com o Office for National Statistics (ONS), do Reino Unido, a probabilidade de ser infectado pelo coronavírus após receber apenas a primeira dose da vacina de Oxford/AstraZeneca ou da Pfizer/BioNTech cai em até 65%.

A pesquisa foi publicada em pré-print, ou seja, ainda não foi revisada pela comunidade científica. Os resultados preliminares mostram que os imunizantes foram eficazes igualmente em todas as faixas etárias e também em pacientes com comorbidades. Porém, são mais eficazes contra infecções sintomáticas do que assintomáticas.

Os pesquisadores revisaram os dados de 370 mil pessoas do Reino Unido. Segundo os cientistas, reduzindo a taxa de infecção, as vacinas podem quebrar a cadeia de transmissão e pausar a evolução da epidemia, além de prevenir o colapso do sistema de saúde.

Especialistas alertam, entretanto, que para conseguir a melhor proteção possível contra a Covid-19 é importante que as pessoas compareçam para tomar o esquema completo das vacinas que, na maioria dos casos, exige duas doses.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

Últimas notícias