Agência dos EUA inclui reação adversa rara à bula da vacina Janssen

Vacinados relataram hematomas fáceis, pequenas manchas de sangue na pele e sangramento incomum até 42 dias após receberem o imunizante

atualizado 12/01/2022 11:23

Vacina Johnson & JohnsonPavlo Gonchar/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

O FDA, agência de medicamentos americana equivalente à Anvisa, atualizou nessa terça-feira (11/1) a bula da vacina contra Covid-19 da Janssen. Foi incluído um risco raro de trombocitopenia imune, um distúrbio hemorrágico causado pela diminuição do número de plaquetas.

De acordo com o órgão regulador, os sintomas relacionados à reação adversa ao imunizante incluem hematomas fáceis, pequenas manchas de sangue na pele, ou sangramento incomum ou excessivo.

0

“Relatos de eventos adversos após o uso da vacina Janssen contra Covid-19 sob autorização de uso emergencial sugerem um risco aumentado de trombocitopenia imune durante os 42 dias após a vacinação”, informou a agência americana em uma carta destinada à farmacêutica.

Outras reações adversas, consideradas muito raras, já foram associadas às vacinas de vetor viral anteriormente.

Em outubro, o comitê de segurança da Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) concluiu que a vacina da Janssen estava relacionada a casos raros de tromboembolismo venoso (TEV), um problema de coagulação sanguínea. (Com informações da Agência Reuters)

Mais lidas
Últimas notícias